Davies puxa 1-2 da Ducati no encerramento do WSBK 2020 em Portugal. Campeão, Rea é 14º

Chaz Davies confirmou a boa fase na reta final da temporada 2020 do Mundial de Superbike e venceu a corrida derradeira no Estoril. Scott Redding e Toprak Razgatlioglu fecharam o pódio. Eric Granado foi 16º

A temporada 2020 do Mundial de Superbike chegou ao fim. Neste domingo (18), Chaz Davies comandou uma dobradinha da Ducati no Estoril, fechando em alta o campeonato. O galês ficou com a terceira colocação geral, atrás apenas do campeão Jonathan Rea e do companheiro Scott Redding, que chegou em segundo na corrida 2 de Portugal.

Davies largou bem e passou Toprak Razgatlioglu ainda nos metros iniciais. Aí, beneficiado por uma queda de Rea e pela pressão de Redding no adversário turco, abriu certa margem para triunfar pela segunda vez no ano. Razgatlioglu, que venceu a corrida 1 e levou a melhor na Superpole, ainda foi terceiro com a Yamaha.

Chaz Davies venceu a última corrida do WSBK em 2020 (Foto: Ducati)

Rea, mesmo caindo, conseguiu voltar para a corrida e salvar um 14º lugar, que garantiu mais 2 pontos. Aliás, 1 ponto foi a distância entre a Kawasaki, do campeão, e a Ducati, que teve os outros dois membros do top-3 no campeonato. A Yamaha ficou com a terceira colocação.

Voltando à corrida 2 do Estoril, um estranho top-5 sem nenhuma Kawasaki. Michael van der Mark colocou a Yamaha em quarto, enquanto Álvaro Bautista teve um raro bom momento com a Honda em 2020, na quinta colocação. Michael Ruben Rinaldi, Leon Haslam, Xavi Forés, Federico Caricasulo e Tom Sykes fecharam o top-10. O brasileiro Eric Granado, convidado da Honda, quase pontuou novamente, ficando em 16º.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube