Lowes desloca ombro em queda e desfalca Yamaha em teste do Mundial de Superbike em Jerez. Van der Mark também é baixa

Alex Lowes sofreu um revés no início de sua caminhada com a Yamaha no Mundial de Superbike. O britânico de 25 anos levou um tombo no fim da tarde de quarta-feira em Jerez de la Frontera e vai perder os últimos dois dias de testes. Michael van der Mark também deixou os exercícios por conta de dores no braço

Alex Lowes não teve o melhor dos começos em sua recém-iniciada relação com a Yamaha. Titular da fábrica de Iwata, que volta ao Mundial de Superbike depois de quatro anos de ausência, o britânico sofreu uma queda na curva três de Jerez de la Frontera no fim da tarde de quarta-feira (25) e vai ficar fora dos últimos dois dias de exercícios.
 
O piloto de 25 anos vinha mostrando um bom ritmo a bordo da YZF-R1 e já tinha completado 77 voltas quando sofreu um forte high-side. No acidente, o irmão de Sam deslocou o ombro esquerdo. 
Alex Lowes precisou deixar o teste do Mundial de Superbike (Foto: Yamaha)
Por conta da lesão, Alex deixou a bateria, que conta ainda com as duplas de Kawasaki e Honda, já que a prioridade é se recuperar para os próximos compromissos com a Yamaha. 
 
“Estou despontado por não poder continuar testando, já que estávamos fazendo um grande trabalho entendendo a YZF-R1 e desenvolvendo meu estilo de pilotagem para me adaptar nas últimas semanas”, disse Lowes. “Nós tivemos azar com o clima em Aragão, então estava ansioso por três dias completos em boas condições em Jerez para realmente começar a trabalhar”, seguiu.
 
 “Não era para ser e a minha prioridade precisa ser a minha forma e a reabilitação depois da queda de ontem, mas nós estávamos progredindo bem, então estou feliz com o desenvolvimento feito até aqui”, comentou. “Eu realmente me senti bem na moto ontem e pude ser rápido e consistente. Apenas cometi um pequeno erro — e talvez tenha sido pego pela queda na temperatura no fim do dia — e isso resultou em uma queda bem grande!”, frisou.
 
Nem Lowes e nem Sylvain Guintoli, companheiro do britânico na Yamaha, cravaram tempos oficiais na quarta-feira. O teste em Jerez, aliás, também conta com algumas equipes da MotoGP, já que Ducati, Honda e Aspar aproveitam os últimos dias antes da pausa obrigatória para as férias.
 
“Os rapazes fizeram um ótimo trabalho e eu sei que eles vão continuar o trabalho duro sem a minha presença. Agora só preciso focar em voltar ao 100% para que possamos estar na melhor posição possível para os testes de janeiro e prontos para Phillip Island”, concluiu.
 
Além de Lowes, o teste de Jerez também perdeu Michael van der Mark. O titular da Honda voltou para a Holanda com dores no braço.

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

Sobre o motor alternativo na F1 em 2017: não vai rolarhttp://grandepremio.uol.com.br/f1/noticias/com-veto-das-montadoras-grupo-de-estrategia-rejeita-proposta-de-motor-alternativo-para-f1-em-2017-diz-revista

Posted by Grande Prêmio on Quarta, 25 de novembro de 2015

PADDOCK GP EDIÇÃO #8: ASSISTA JÁ

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)<0?n+="px":n,cc.style.display="",s2.width=n,window.frameElement&&(s1.height=c2.offsetHeight+5+"px"),t=500,s1.width="100%"}rs(t)},200)}var c1=window.frameElement?window.frameElement:document.getElementById("crt_ftr"),c2=document.getElementById("crt_ftr"),s1=c1.style;s1.position="fixed",s1.bottom="-4px",s1.left="0px",window.frameElement&&(s1.height="0"),c2.style.textAlign="center",s1.zIndex="60000";var cc=document.getElementById("crt_cls"),s2=cc.parentNode.style;cc.onclick=function(){s1.display="none"};var t=0;rs(0);

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth < 970) ? 302357 : 302359;
document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube