Rea sai de nono para liderança em duas voltas em Jerez e vence 14ª da temporada do Mundial de Superbike

Jonathan Rea conseguiu um feito marcante na segunda corrida do fim de semana do Mundial de Superbike em Jerez. Em duas voltas, sai do nono lugar em que largou para a ponta e aí sumiu. Agora, com 52 vitórias na categoria, alcança o segundo lugar da lista de maiores vencedores empatado com Troy Bayliss e sete conquistas atrás de Carl Fogarty

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

Com vitórias de todos os tipos nas últimas temporadas do Mundial de Superbike, Jonathan Rea se acostumou a enfileirar todos os tipos de láureas. Neste domingo (22) em Jerez, Rea atingiu um triunfo impressionante. Largando da nona colocação, o tricampeão demorou duas voltas para assumir a ponta e tomar controle de uma corrida que venceu facilmente.

 
Rea, que já havia vencido no sábado, fez uma largada incrível e saltou para a quarta colocação. Acontece que um toque entre Chaz Davies e Eugene Laverty logo na segunda curva forçou uma bandeira vermelha. Quando a corrida relargou, Rea saltou de quarto para segundo e foi à captura de Michael van der Mark. Na reta dos boxes, passou o holandês. Pela metade da terceira volta, se desvencilhou.
 
Em menos de uma volta, o piloto da Kawasaki estava 1s na frente. Rea caminhou com tranquilidade, abriu cada vez mais e completou a corrida com 2s7 de frente para o segundo colocado, Marco Melandri. Foi a 14ª vitória da temporada, 52ª da carreira na categoria, empatando no segundo lugar da história do Mundial de Superbike com Troy Bayliss. Carl Fogarty, com 59, é o recordista.
Jonathan Rea (Foto: Reprodução/Twitter)
Atrás de Rea, a briga foi pesada entre as duas Ducati, as duas Yamaha e a segunda Kawasaki. Marco Melandri levou a melhor, com Chaz Davies no terceiro posto. Alex Lowes, Tom Sykes e Van der Marko fecharam o top-6. Xavi Forés, Sylvain Guintoli, Leandro Mercado e Jordi Torres fecharam o top-10. 
 
A temporada do Mundial termina no fim de semana dos dias 3 e 4 de novembro, no Catar.
RITMO DE FESTA

PADDOCK GP CHEGA À EDIÇÃO 100 COM HISTÓRIAS IMPERDÍVEIS DE EDGARD MELLO FILHO

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:
0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;
top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube