F1
28/12/2015 11:54

Advogado defende privacidade e afirma que público não tem direito a informações sobre saúde de Schumacher

Advogado de Michael Schumacher, Felix Damm afirmou que o público não tem direito a receber informações sobre a condição atual do ex-piloto. Defensor avaliou que o heptacampeão tem direito a privacidade, uma vez que não está mais correndo
Warm Up
Redação GP, de São Paulo
O acidente sofrido por Michael Schumacher na estação de esqui de Méribel, nos Alpes Franceses, completa dois anos nesta terça-feira (29), mas as informações sobre a condição do ex-piloto são cada vez mais escassas. E, no que depender do advogado do heptacampeão, os fãs podem perder a esperança de saber qualquer coisa a respeito da saúde do germânico.
 
Falando à agência alemã de notícias DPA, Felix Damm, advogado de mídia de Schumacher, afirmou que o público não tem direito a informações sobre a condição do multicampeão.
Schumacher e Corinna estão juntos há 20 anos. É ela hoje quem cuida da recuperação do ex-piloto (Foto: Getty Images)
Michael se acidentou enquanto esquiava na estação de Méribel e bateu a cabeça em uma pedra. Schumacher deixou o local consciente e foi levado de helicóptero para um hospital em Moûtiers. Pouco depois, o ex-piloto foi transferido para um centro de traumatologia em Grénoble, onde permaneceu um longo período internado.
 
 Desde que deixou o CHU de Grénoble, Schumacher passou por um hospital na Suíça, mas, desde setembro do ano passado, se recupera em casa ao lado da esposa e dos filhos. A família, entretanto, optou por não divulgar informações sobre a condição de Michael e, inclusive, limita as visitas ao germânico.
 
“O acidente em si foi um evento de história contemporânea e poderia ser reportado”, disse Damm. “Mas não existe essa exigência uma vez que a recuperação começa e o público é especialmente excluído — aconteceu no hospital e agora em casa”, continuou.
 
No último fim de semana, Sabine Kehm veio a público para negar um relato da imprensa que dizia que o ex-piloto já podia andar. De acordo com a agente, esse tipo de notícia é “irresponsável”, já que “para Michael, tendo em vista a gravidade de suas lesões, a proteção de sua privacidade é muito importante”.
 
Em um documentário da Bayrischer Rundfunk, que vai ser exibindo na data de aniversário do acidente, Damm disse que entende a curiosidade dos fãs, mas defendeu a privacidade de Schumacher, uma vez que ele está aposentado das pistas. 
 



PADDOCK GP EDIÇÃO #11: ASSISTA JÁ


Últimas Notícias
quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018
F1
MotoGP
MotoGP
F1
Stock Car
terça-feira, 20 de fevereiro de 2018
F1
F1
F1
Stock Car
F1
F1
F1
F1
F1
MotoGP
Galerias de Imagens
Facebook