F1
14/05/2014 16:02

Maldonado abusa dos supermacios no segundo dia e sai como líder dos testes da F1 em Barcelona

A F1 viveu dois dias bem incomuns para os padrões de 2014 nos treinos coletivos realizados nesta semana na Catalunha: não teve a Mercedes no topo da folha de tempos. Max Chilton e Pastor Maldonado é que lideraram cada um dos dias
Warm Up, de Barcelona
RENAN DO COUTO, de Barcelona
Pelo segundo dia consecutivo, os pneus usados nas horas finais dos testes foram determinantes para o resultado. Dessa vez foi Pastor Maldonado quem calçou os supermacios no Circuito da Catalunha para anotar o melhor tempo da bateria de testes realizada pela F1 em Barcelona.

Maldonado abusou dos compostos mais moles na escala da Pirelli, que debutarão na temporada 2014 no próximo fim de semana, em Mônaco. O venezuelano chegou a cravar duas voltas idênticas em 1min25s075 antes de baixar seu tempo para 1min24s871.
Pastor Maldonado foi o mais rápido do dia em Barcelona nesta quarta-feira (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
A margem para o segundo colocado foi relativamente grande, mas pode ser completamente desprezada quando se leva em conta que Nico Rosberg, da Mercedes, foi só 0s934 mais lento usando compostos médios. A diferença estimada entre cada tipo de pneu é de mais de 2s.

Também com pneus médios, Lewis Hamilton cravou 1min25s2 no treino classificatório do último sábado. É por essas e outras que se entende como que a dupla vem ganhando as corridas com o pé nas costas em 2014.

Tanto Rosberg quanto Maldonado deram 102 voltas em Barcelona.

Rosberg, aliás, atraiu quase todos os olhares na primeira hora do teste, quando testou o escapamento com ‘megafone’ que a Mercedes trouxe para avaliar em Barcelona. A novidade, entretanto, não agradou e deve ser deixada de lado por enquanto.

Sem enfrentar problemas, Kimi Räikkönen teve um dia bem mais produtivo e fechou com a terceira posição. Seu tempo foi de 1min26s480.

Esteban Gutiérrez, com a Sauber, e Susie Wolff, com a Williams, completaram o top-5.
A bela Susie Wolff treinou com a Williams nesta quarta (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

Susie provocou a segunda das cinco bandeiras amarelas logo que passou a andar em um ritmo mais forte. Ainda se acostumando com o torque dos V6 turbo, a escocesa perdeu o controle na saída da curva 10 e foi parar na caixa de brita entre as curvas 11 e 12. Depois de um tempo parada na garagem, voltou a pilotar e não enfrentou maiores problemas.

As outras interrupções foram causadas por Daniil Kvyat, duas vezes por problemas mecânicos, e Daniel Juncadella, que saiu da pista duas vezes. Na primeira, chegou a bater o bico da Force India de leve no muro, mas a equipe pôde consertar os danos e mandá-lo novamente à pista.

A Marussia não repetiu o êxito que teve com Max Chilton na terça-feira e terminou o segundo dia dos testes no sexto posto com o francês Jules Bianchi.

A sétima posição foi do tetracampeão Sebastian Vettel, que demorou três horas para entrar na pista. A Red Bull ainda trabalhava – com música tocando no último volume no box – no RB10, que sofreu uma quebra de câmbio na terça-feira nas mãos de Sébastien Buemi. Na pista, o alemão não se preocupou em andar rápido, e seu momento de maior destaque no dia foi quando deitou no chão no pit-wall após o almoço para fazer 'la siesta'.
Foi um dia sonolento para Sebastian Vettel em Barcelona (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
Quem percorreu a maior quilometragem foi o belga Stoffel Vandoorne, da McLaren, que precisava de 65 voltas para conseguir seu principal objetivo nesta quarta: o pré-requisito para poder tirar a superlicença da FIA. Deu 136 giros, mais que o dobro da duração do GP da Espanha, enquanto a equipe inglesa trabalhava com avaliações de compostos para a Pirelli.

No outro extremo ficou a Caterham, que sequer entrou na pista. O time de Leafield decidiu se despedir mais cedo da maior cidade da Catalunha depois que Kamui Kobayashi bateu no fim da terça-feira, o que fez com que Robin Frijns perdesse a oportunidade de testar.

Encerrada essa bateria de testes, a F1 volta a se reunir daqui a pouco mais de uma semana, em Monte Carlo, para a sexta etapa da temporada 2014: o GP de Mônaco.

F1, Barcelona, Treinos coletivos, dia 2:

1 13 PASTOR MALDONADO VEN LOTUS RENAULT 1:24.871   102
2 6 NICO ROSBERG ALE MERCEDES 1:25.805 +0.934 102
3 7 KIMI RÄIKKÖNEN FIN FERRARI 1:26.480 +1.609 94
4 21 ESTEBAN GUTIÉRREZ MEX SAUBER FERRARI 1:26.972 +2.101 85
5 41 SUSIE WOLFF ING WILLIAMS MERCEDES 1:27.280 +2.409 55
6 17 JULES BIANCHI FRA MARUSSIA FERRARI 1:27.718 +2.847 55
7 1 SEBASTIAN VETTEL ALE RED BULL RENAULT 1:27.973 +3.102 73
8 34 DANIEL JUNCADELLA ESP FORCE INDIA MERCEDES 1:28.278 +3.407 91
9 32 STOFFEL VANDOORNE BEL McLAREN MERCEDES 1:28.441 +3.570 136
10 26 DANIIL KVYAT RUS TORO ROSSO RENAULT 1:28.910 +4.039 21

GRANDE PRÊMIO cobre 'in loco' os testes da F1 em Barcelona com o repórter Renan do Couto e o fotógrafo Xavi Bonilla. Para acompanhar todo o noticiário, clique aqui.

Últimas Notícias
domingo, 24 de junho de 2018
F3
F1
F1
DTM
Outras
F1
F2
sábado, 23 de junho de 2018
F1
Indy
Indy
F2
Indy
Indy
F1
Indy
Galerias de Imagens
Facebook