F1
31/10/2017 13:32

Ousadia de Williams e Renault e pouca variação no top-6: as escolhas de pneu de cada piloto para GP do Brasil

O GP do Brasil dessa vez terá pneus médios, macios e supermacios à disposição pela primeira vez. Ao contrário da prova no México, no entanto, as variações de estratégia são poucas. Todos os 20 pilotos escolheram carregar apenas um composto médio e variou entre dois, três e quatro macios; dez, nove e oito supermacios. Apenas três escolhas foram feitas no geral
Warm Up
Redação GP, do Rio de Janeiro

Seguindo à risca o esquema de divulgar com dez dias de antecedência a escolha de pneus disponíveis feita por cada piloto para a próxima etapa do Mundial de F1, o anúncio de quem vai levar o quê para o GP do Brasil foi feita no começo da tarde desta terça-feira (31). Com 13 jogos entre pneus médios, macios e supermacios para serem escolhidos, os candidatos à vitória foram por caminhos um pouco diferentes, mas parecidos.
 
O já confirmado campeão mundial de 2017, Lewis Hamilton, irá carregar consigo um jogo de pneu médio, quatro de pneus macios e oito de supermacios. A escolha feita por Hamilton é a mais popular no grid. Valtteri Bottas e Daniel Ricciardo, por exemplo, fizeram a mesma escolha, assim como Sergio Pérez, Esteban Ocon, Brendon Hartley, Pierre Gasly, Romain Grosjean e Kevin Magnussen.
 
Os outros três membros do top-6, Sebastian Vettel, Max Verstappen e Kimi Räikkönen, decidiram fazer escolhas iguais entre si: um pneu médio, três macios e nove supermacios. Fernando Alonso, Stoffel Vandoorne, Marcus Ericsson e Pascal Wehrlein também foram neste mesmo embalo.
 
O grupo menor, no entanto, é que foi o mais ousado. Felipe Massa, Lance Stroll, Nico Hülkenberg e Carlos Sainz Jr. - as duplas de Williams e Renault, portanto - optaram por colocar ainda mais um pneu mais veloz disponível em Interlagos na baila. Os quatro vão com um jogo de pneus médios, somente dois macios e dez supermacios.
A Pirelli revelou as escolhas de pneus dos pilotos para o fim de semana em Interlagos (Infográfico: Pirelli)
Não custa lembrar que os pneus intermediários e de chuva não entram nesta conta e estão disponíveis para todas as corridas sempre que for preciso.
 
A F1 volta em duas semanas, no fim de semana dos dias 10, 11 e 12 de novembro, com o GP do Brasil. Em 2016, foi Hamilton quem venceu em Interlagos. O GRANDE PRÊMIO faz grande cobertura 'in loco' e acompanha todas as atividades AO VIVO e EM TEMPO REAL.
VIGIAR E PUNIR

COM GALID OSMAN, PADDOCK GP #101 QUESTIONA: VERSTAPPEN MERECEU PUNIÇÃO EM AUSTIN?
 

Últimas Notícias
sábado, 26 de maio de 2018
Indy
Indy
Copa Truck
Indy
F1
F1
Copa Truck
F1
F1
F1
Copa Truck
F2
F2
F1
F1
Galerias de Imagens
Facebook