F1
15/04/2018 05:42

Vettel se vê com sorte por terminar GP da China e evita polêmica por toque com Verstappen: “Isso pode acontecer”

Sebastian Vettel avalia que Max Verstappen cometeu um erro de julgamento na reta final do GP da China. O holandês acertou o alemão, que sofreu danos e se arrastou até cruzar a linha de chegada em oitavo
Warm Up / VITOR FAZIO,  de Porto Alegre
 Vettel lidera após largada do GP da China (Foto: AFP)

Depois de ver a participação no GP da China afetada pelo acidente com Max Verstappen, Sebastian Vettel procurou se contentar com o oitavo lugar. O alemão, que viu a vitória escapar após uma série de infelicidades, acreditava que teve um pouco de sorte ao cruzar a linha de chegada neste domingo (15) com um carro avariado.
 
Vettel também não quis colocar lenha na fogueira, amenizando o erro de Verstappen. O alemão avisa que houve um erro de julgamento, mas reflete que não é difícil perder controle de uma situação dentro de um carro de F1.
 
“Ele já não é jovem, mas isso também pode acontecer com quem já disputou 300 corridas”, ponderou Vettel, entrevistado pela TV britânica ‘Sky Sports F1’. “É muito difícil julgar as coisas de dentro do carro. Mas no fim das contas você precisa ter isso em mente para garantir que não vai bater. Hoje nós dois tivemos sorte”, seguiu.
Sebastian Vettel foi apenas oitavo no GP da China (Foto: Ferrari)

No acidente, Vettel não teve escapatória. O alemão tangenciava o hairpin de Xangai quando foi atingido por Verstappen, que freou tarde demais e acertou a lateral da Ferrari #5.
 
“Só vi ele [Verstappen] quando já era muito tarde. Deixei um pouco de espaço, mas esperava que ele viesse mais cedo. Não tinha intenção de resistir porque ficou claro com o Daniel [Ricciardo] que não fazia sentido. Eles eram muito mais rápidos com pneus novos. Não queria comprometer minha corrida em relação aos caras que vinham atrás, mas ele errou e travou os pneus, o que acontece quando se pega o vácuo na reta. Acho que ele julgou errado e comprometeu nossas corridas”, encerrou Vettel.
 
Mesmo com o desfecho decepcionante, Vettel segue líder do Mundial de Pilotos da F1. Mas com um porém: a vantagem sobre Lewis Hamilton caiu de 17 para nove pontos.
 
”O IMPORTANTE NÃO É SÓ LEVAR DINHEIRO”

SETTE CÂMARA TRAÇA F1 COMO META E MIRA CARREIRA SÓLIDA