Indy
24/07/2017 17:12

Inspirada no passado e com visual mais limpo e ousado, Indy apresenta nova geração de carro para temporada 2018

O novo carro da Indy, que será usado na temporada 2018, foi divulgado nesta segunda-feira (24). É um visual diferente, mais agressivo e que tenta dar uma roupagem moderna a um estilo antigo
Warm Up
EVELYN GUIMARÃES, de Curitiba
PEDRO HENRIQUE MARUM, do Rio de Janeiro

A nova geração de carros da Indy vem mais ousada e inspirada no passado. O desenho do modelo ganhou linhas mais suaves e sofisticadas, sem comprometer a segurança. As laterais ainda estão mais altas e robustas, o carro segue tentando mecanismos para evitar que o bólido seja alçado ao ar em caso de toques na parte traseira em circuitos ovais. E é um modelo, segundo o campeonato destaca, com visual muito mais agressivo.
 
Os novos carros também vão continuar sendo empurrados por motores da Chevrolet e da Honda. O chassi ficou a cargo da italiana Dallara, parceria de longa data do campeonato norte-americana. Outra coisa mantida são as especificações diferenciadas: uma para os superovais, outra para ovais curtos, circuitos fechados e de rua. 
 
O processo foi supervisionado pelos principais executivos da categoria. Jay Frye, presidente da Indy, Bill Pappas, vice-presidente de competição e engenharia, Tino Belli, diretor de desenvolvimento aerodinâmica, e a Dallara acompanharam todo a sequência do projeto. Agora, os kits serão entregues às equipes no mês de novembro. 
Em Indianápolis, a Indy apresentou o carro para a temporada 2018 (Foto: IndyCar)
"O processo com esse carro começou há um ano, e tentamos compartilhar tudo com os nosso fãs, pilotos, equipes, fabricantes e demais parceiros. Há um componente histórico neste design, mas com um olhar no futuro e nos componentes mais recentes. Embora o projeto tenha ficado muito bem no papel, parece ainda melhor ao vivo. Não poderíamos estar mais entusiasmados", disse Jay Frye, o presidente.
 
De acordo com a Indy, o novo chassi é mais seguro. A absorção de impacto nas laterais é maior e com uma estrutura quebrável no ponto exato acima do radiador. Os radiadores de água e combustível foram adiantados para aumentar o espaço na parte onde está o corpo do piloto. A mudança mais importante é o design que dificulta que os carros levantem voo caso sejam tocados por trás.

Nesta terça e quarta, o novo carro vai para o superoval de Indianápolis realizar os primeiros testes de pista. Os veteranos Juan Pablo Montoya e Oriol Servià são os representantes de cada uma das duas montadoras para as atividades. Mais tarde, no dia 1º de agosto, o modelo volta à pista, mas em Mid-Ohio, um circuito misto. Iowa recebe os testes no dia 10 do mesmo mês, enquanto Sebring, na Flórida, vai ser palco de exercícios de simulação de corrida e freios.
Em Indianápolis, a Indy apresentou o carro para a temporada 2018 (Foto: IndyCar)
O carro vai ser menor. Tanto na dianteira quanto na traseira: o bico perde em tamanho, sendo menos espichado do que atualmente é. Além disso, as questionáveis calotas localizadas atrás dos pneus traseiros deixam de existir. É um modelo mais compacto, apesar de a distância entre eixos ser a mesma.
 
Outro ponto que muda é a tampa do motor. E radicalmente: em essência, vai sobrar apenas o santantônio acima da cabeça do piloto. Ainda não é certo como vai funcionar o refrigeração do motor sem a entrada de ar.

GRANDE FORMA DE BOTTAS NA F1 MOSTRA QUE PREVISÕES ESTAVAM ERRADAS: "NEM A PRÓPRIA MERCEDES ACREDITAVA"


Últimas Notícias
quinta-feira, 21 de junho de 2018
F1
Indy
F1
F1
F-E
Copa Grande Prêmio
F1
F1
Copa Grande Prêmio
F1
F1
F1
F1
F-E
F1
Galerias de Imagens
Facebook