Copa GP

Novatos se destacam na primeira etapa e elogiam organização da Copa Grande Prêmio de Kart

A etapa inaugural da Copa GP de Kart contou com um bom número de pilotos novatos, que fizeram bonito e deram trabalho aos mais experientes. No geral, os estreantes elogiaram a competição que garante vaga nas 500 Milhas de Kart

Warm Up / VINÍCIUS PIVA, de São Paulo
A terceira edição da Copa Grande Prêmio de Kart começou em alta. Na primeira etapa do calendário 2019, válida pela Taça Edgard Mello Filho, na Granja Viana, rostos já conhecidos se misturavam com novatos no campeonato que garante vaga nas 500 Milhas de Kart. 
 
Sidney Rogério, que representou a Scuderia GP na edição 2018 das 500 Milhas, venceu a prova principal, seguido de Marcos Alemão, o melhor novato do dia. Além de Alemão, outros nomes que faziam sua estreia na competição também chamaram a atenção entre os 36 pilotos inscritos.
 
As duas baterias classificatórias, inclusive, foram vencidas por pilotos que participavam da Copa GP pela primeira vez. André Nunes faturou a primeira prova do ano ao superar o experiente Alfredo Salvaia, enquanto Flávio Alves levou a melhor na segunda prova, ao vencer duelo com Elisson Gandolfo. Salvaia e Gandolfo, diga-se, também foram membros da Scuderia GP no ano passado. 
Flávio Alves venceu uma bateria classificatória (Foto: Rodrigo Berton)
Depois da rodada inaugural da Copa GP, os novatos se mostraram satisfeitos com o campeonato de kart amador. Sobraram elogios ao formato, organização, nível de pilotos em ação e, claro, o prêmio maior que é disputar a tão sonhada 500 Milhas da Granja Viana, em dezembro. 
 
“É um dos melhores formatos usados hoje em dia no circuito amador. As eliminatórias permitem que ‘treinemos’ para a corrida decisiva, ajustando traçado e tocada. O custo-benefício apresentado pelo campeonato é incomparável”, diz Fabio Nakiri, terceiro colocado na primeira etapa da Taça Edgard Mello Filho, e que fez apenas sua segunda corrida na Copa GP.
 
Alemão segue na mesma linha e valoriza a organização. “O Marcos Nunes falou bastante para mim deste campeonato, e decidi ir. A organização é muito bacana, legal de ver, tudo organizado. Tem um padrão e isso é bom para os pilotos. Estamos aqui para nos divertir, então quanto mais tranquila for essa parte administrativa, na pista cada um faz melhor a sua parte também. Muito legal”, fala Marcos Alemão.
Fabio Nakiri elogiou o formato da Copa GP (Foto: Rodrigo Berton)
O vencedor da classificatória Flávio Alves enaltece o alto nível da competição, e afirma que o principal objetivo é evoluir a pilotagem, puxado pelos outros competidores que integram o grid. E, quem sabe, ficar com uma das vagas da Scuderia GP no fim do ano. Assim como Alemão, Alves também chegou à Copa GP por indicação de um amigo.
 
“No ano passado, o Marcio Simão me falou deste campeonato e que havia pilotos de alto nível. Eu só tenho 1,5 ano de kart e estou querendo evoluir minha pilotagem. Como tem bastante piloto de ponta no campeonato, é um bom lugar para evoluir. A ideia é aprender com outros pilotos, e ser der sorte conseguir uma vaga nas 500 Milhas. É um ótimo campeonato”, elogia Flávio Alves. 
Segundo colocado, Márcio Alemão foi o melhor estreante na primeira etapa (Foto: Rodrigo Berton)
Um dos pilotos mais experientes do grid, Paulo Sant’Anna, sexto colocado na bateria final, foi mais um a mencionar o formato do campeonato: “Tive o primeiro contato através do Marcio Simão, que correu no ano passado e conseguiu a vaga para as 500 Milhas. Fiz a inscrição e estou muito contente. Gostei do evento e da organização. O formato de eliminatória e final é muito bom”, comenta Sant’Anna, que pilota desde 2014, e corre de kart toda semana. 
 
“É um esporte apaixonante, ando toda semana pelo menos 1,5 hora. Tenho uma preparação específica para kart. Faço uma sequência de treinos mensal levando em conta as corridas que vou participar. O esporte exige, então tem de estar em dia para aguentar”, revela. 
 
Por fim, o estreante faz questão de valorizar a Copa GP, e deixa um convite: “É muito bom, é um sucesso, sem dúvida. Eu recomendo, quem quer disputar um campeonato que traz competitividade e emoção, venha para a Copa GP”, finaliza Paulo Sant’Anna.

A segunda etapa da Taça Edgard Mello Filho acontece em Interlagos, no dia 16 de março. As inscrições estão abertas.