Endurance

Acidente na terceira volta das 24 Horas de Le Mans mata Simonsen, piloto da Aston Martin

O dinamarquês perdeu o controle do carro logo nas primeiras voltas da tradicional corrida, deixando o equipamento completamente destruído. Ele não resistiu aos ferimentos
Warm Up / FELIPE GIACOMELLI, de São Paulo
 A Aston Martin se preparava para o início da prova (Foto: Aston Martin)



Allan Simonsen, piloto dinamarquês de 34 anos de idade, morreu neste sábado (22) em decorrência de um grave acidente ainda na primeira hora de disputa das 24 Horas de Le Mans. O piloto da Aston Martin, na categoria GTE Am, perdeu o controle do carro logo nas voltas iniciais e sofreu um forte impacto contra o guard-rail, na curva Tertre Rouge.

O carro de Simonsen ficou completamente destruído, e a equipe médica logo chegou para fazer o resgate. Embora as primeiras informações dissessem que o dinamarquês estava consciente, a organização da tradicional prova confirmou pouco depois das 13h (no horário de Brasília) a morte do piloto por causa dos ferimentos.

O acidente de Simonsen no começo da prova em Le Mans
Allan Simonsen morreu nas 24 Horas de Le Mans (Foto: Aston Martin/Twitter)

Imediatamente após a confirmação, a equipe que inscrevia o Aston Martin para o trio dinamarquês, formado também por Christoffer Nygaard e Kristian Poulsen fechou as portas da garagem.

Em um comunicado enviado, o organizador da prova, o Automóvel Clube do Oeste (ACO), confirmou a morte do piloto após receber o atendimento médico. “Às 15h09, o Aston Martin Vantage GTE de número 95, pilotado por Allan Simonsen, da Dinamarca, saiu da pista em alta velocidade na curva Tertre Rouge na quarta volta da corrida. O piloto foi logo atendido no local da batida pela equipe médica da prova”, disse.

“Em sérias condições, Allan Simonsen foi transferido imediatamente para o centro-médico do circuito, onde ele morreu logo depois. A família de Simonsen foi informada logo depois por David Richards, chefe de equipe da Aston Martin”, completou o ACO, que ainda não disse a causa exata da morte.

“O Automóvel Clube do Oeste gostaria de expressar grande tristeza por causa deste incidente e estende as mais profundas condolências à família e aos amigos de Allan Simonsen”, encerrou o comunicado.

Essa é a primeira morte nas 24 Horas de Le Mans desde 1997, quando Sebastien Enjolras morreu em um acidente durante a pré-classificação.

Allan Simonsen nasceu no dia 5 de julho de 1978, em Odense, na Dinamarca. No início da carreira, conquistou o título da F-Ford Dinamarquesa, aos 21 anos de idade. Embalado pelo sucesso, passou por F-Renault Inglesa e F-Palmer Audi antes de se dedicar aos carros de GT.

Ao contrário da maior parte dos pilotos, Simonsen se mudou para a Austrália, onde seguiu careira correndo. O retorno à Europa aconteceu em 2007, fazendo algumas provas de GT2. Depois disso, passou por diversos campeonatos de Gran Turismo tanto no continente europeu quanto na Inglaterra, tendo disputado seis vezes as 24 Horas de Le Mans. Esta era a sétima participação.

O melhor resultado obtido na França foi o segundo lugar na categoria GT2, obtido em 2010, ao dividir uma Ferrari com Dominik Farnbacher e Leh Keen. Ao longo da carreira, o piloto foi campeão do GT Australiano, em 2007, e da Le Mans Series Asiática, em 2009, novamente na categoria GT2.

Ele também era presença constante nas corridas de endurance da V8 Supercars, sempre como convidado. Simonsen liderava a categoria GTE Am do Mundial de Endurance, tendo já conquistado uma vitória em 2013, na etapa de Silverstone. Ele deixa esposa e uma filha.