Após vexame em Le Mans, Nissan suspende participação no WEC para evoluir protótipos em testes particulares

A montadora japonesa anunciou nesta sexta-feira (7) que vai interromper seu programa no Mundial de Endurance para melhorar a performance do seu protótipo LMP1, o GT-R LM Nismo. Assim, a equipe não disputará a etapa de Nürburgring do WEC, marcada para o fim do mês

A temporada 2015 do Mundial de Endurance marca o retorno da Nissan às competições nos protótipos LMP1. Mas o desempenho da montadora na principal prova do calendário do WEC, as 24 Horas de Le Mans, foi terrível. Nas atividades de pista, os GT-R LM Nismo sequer acompanharam os carros da LMP2 e enfrentaram uma série de problemas mecânicos. Apenas um protótipo completou a corrida, com mais de 100 voltas atrás do trio vencedor, formado por Nico Hülkenberg, Earl Bamber e Nick Tandy, da Porsche. Um vexame total.

Por isso, a cúpula da Nissan optou por voltar a trabalhar no desenvolvimento do seu protótipo em testes particulares e só depois de estabelecer certa competitividade é que voltará as competições. O anúncio foi feito pela montadora nesta sexta-feira (7).

O GT-R LM Nismo foi um fracasso nas 24 Horas de Le Mans (Foto: WEC)

O retorno ao grid do WEC está condicionado à melhora na performance do Nismo. Assim, a Nissan não quis estipular uma volta às corridas, se resumindo a dizer que o regresso “dependerá do andamento do programa de teste”.

“Somos competidores e queremos competir, mas também queremos ser competitivos. É por isso que optamos por seguir com nosso programa de testes e preparar o GT-R Nismo LM para a forte concorrência que enfrentamos no WEC”, disse o presidente da divisão de esportes a motor da Nissan, Shoichi Miyatani.

O protótipo foi concebido com uma arquitetura inovadora para um LMP1, ou seja, com motor dianteiro. Na visão do presidente, os problemas fazem parte de um processo de evolução, mas não há espaço para desistência. “Quando você inova, você não desiste no primeiro obstáculo. Estamos empenhados em superar este desafio.”

Responsável pelo projeto do Nismo, Bem Bowlby, diretor-técnico da Nissan, destacou que terá muito trabalho pela frente. Em Le Mans, a equipe correu seu sistema de reaproveitamento de energia.

“Temos muitas áreas para trabalhar, e não menos importante que isso é garantir que teremos a melhor opção de sistema de reaproveitamento de energia disponível para nós. A equipe está trabalhando duro na pista, no túnel de vento e em várias instalações da Nismo em todo o mundo para entregar uma longa lista de melhorias que estamos cientes de que precisamos”, explicou o engenheiro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube