Audi se une à coirmã Porsche em projeto de novo LMDh para WEC e SportsCar

A marca de Ingolstadt divulgou novas bases do seu regresso ao projeto de endurance a partir de 2023 com um protótipo elétrico na nova classe LMDh, que é resultado da convergência de regras entre o Mundial de Endurance e o IMSA SportsCar. A Audi confirmou que vai fornecer o novo protótipo, ainda sem nome definido, a equipes que tiverem interesse

Daniel Serra e Ricardo Maurício venceram as corridas da rodada dupla e Goiânia da Stock Car (Vídeo: Stock Car)

Dentro de pouco mais de um ano e meio, a Audi pretende colocar na pista o seu novo protótipo na classe LMDh, divisão que foi criada como resultado da convergência de regras entre o Mundial de Endurance e o IMSA SportsCar e que vai ser oficialmente inaugurada em 2023, ano que vai marcar o retorno da marca de Ingolstad às 24 Horas de Le Mans. E o desenvolvimento do seu novo protótipo para o regresso da Audi neste projeto das corridas de longa duração conta com a participação da coirmã Porsche, que também faz parte do Grupo Volkswagen.

Os protótipos da LMDh vão poder competir nas duas principais competições das corridas de longa duração do planeta. A Audi viu nesta convergência a chance de construir um projeto totalmente novo e alinhado com o desenvolvimento de tecnologias elétricas.

A marca das quatro argolas, que está de saída da Fórmula E nesta temporada, vai colocar no Dakar um protótipo elétrico a partir de janeiro do ano que vem e, um ano depois, volta com força no seu novo projeto no endurance. Um projeto que, para o desenvolvimento do novo carro, ainda sem nome definido, vai ter os dedos também da Porsche, marca que paralelamente desenvolve o seu próprio LMDh para voltar ao Mundial de Endurance e também ao WEC em 2023.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

AUDI; LE MANS; WEC; IMSA; LMDh; GRANDE PRÊMIO;
A Audi trabalha para colocar o novo LMDh na pista em 2023 (Arte: Audi Sport)

“A nova categoria LMDh se encaixa perfeitamente com a nossa nova configuração no esporte a motor. As regras vão nos permitir alinhar carros de corrida fascinantes nas mais prestigiadas corridas ao redor do mundo. Além disso, vamos fazer uso das sinergias dentro do Grupo Volkswagen com nosso parceiro estratégico”, confirmou Julius Seebach, diretor responsável pela divisão de esportes a motor da Audi.

“Um grande ponto forte do Grupo Volkswagen é a colaboração das marcas no desenvolvimento de carros de passeio. Estamos agora transferindo este modelo comprovado para o esporte a motor. No entanto, o novo protótipo esportivo será um Audi genuíno tanto quanto o Audi RS e-tron GT que foi lançado recentemente e também foi desenvolvido em uma plataforma compartilhada com a Porsche”, ressaltou.

Andreas Roos, responsável pelos novos projetos da Audi no esporte a motor, ressaltou a corrida contra o tempo para finalizar o desenvolvimento do novo carro que a marca vai alinhar no Dakar de 2022, totalmente elétrico, e o projeto em curso do LMDh, que vai à pista pela primeira vez também no começo do ano que vem para estrear em definitivo em janeiro de 2023 com a disputa das 24 Horas de Daytona.

Fora desde 2016, a Audi vai voltar a Le Mans a partir de 2023 (Foto: Audi Sport)

“Claro, a equipe do Dakar está sob maior pressão em termos de tempo, já que faltam pouco menos de oito meses para a primeira participação no Dakar, em janeiro de 2022. Mas também queremos estar preparados para nosso retorno a Le Mans. É por isso que estamos executando os dois projetos paralelamente com a mais alta prioridade”, explicou.

“Selecionamos um parceiro de chassi e decidimos por um conceito de motor. Junto com os nossos parceiros da Audi Design, estamos definindo o visual que vai entusiasmar os nossos fãs. Nosso objetivo é que o primeiro protótipo esteja sob rodas no começo do ano que vem e conclua sua implantação no primeiro trimestre”, garantiu.

Andreas Roos explicou também que o novo protótipo LMDh não vai ter fornecimento restrito somente à equipe de fábrica, mas também vai ser vendido a equipes-clientes interessadas. Tudo para ampliar ainda mais a presença dos veículos elétricos no grid das corridas de resistência.

“Com o projeto LMDh, continuamos com a filosofia dos nossos primeiros anos nos protótipos esportivos. O Audi R8 não foi somente o protótipo de maior sucesso do seu tempo, entre 2000 e 2006, com 63 vitórias em 80 corridas, mas também foi muito bem-sucedido nas mãos dos nossos clientes e foi fácil para as equipes trabalharem. Essa também é a premissa com a eletrificação do nosso novo protótipo esportivo”, destacou.

“Nosso objetivo também é colocar o carro nas mãos das equipes profissionais de clientes desde o começo, paralelamente à equipe de fábrica. No momento, estamos avaliando internamente como isso vai funcionar em detalhes”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube