Porsche anuncia retorno às 24 Horas de Le Mans em nova classe LMDh em 2023

A edição de 100 anos da mais clássica e importante corrida de longa duração do esporte a motor vai contar com sua maior vencedora, e na nova classe principal. A Porsche vai se unir a marcas como Toyota, Audi e Peugeot na esteira do novo regulamento da classe LMDh, que é a convergência de regras entre Mundial de Endurance e o IMSA SportsCar

A Porsche anunciou, na noite da última terça-feira (15), o seu regresso às 24 Horas de Le Mans, ao Mundial de Endurance como um todo e também ao IMSA SportsCar a partir de 2023. A montadora baseada em Stuttgart, recordista de vitórias na mais clássica e importante corrida do endurance mundial, com 19 conquistas na classe principal em La Sarthe, vai seguir os passos de Toyota, Audi e Peugeot, que já oficializaram que vão fazer parte da competição na esteira da adoção da nova classe LMDh, resultado da convergência de regras do WEC e do IMSA.

Oliver Blume, CEO da Porsche, ressaltou a importância da nova categoria como fator primordial para atrair a marca de volta à disputa das 24 Horas de Le Mans na sua classe principal.

“A nova categoria LMDh nos permite lutar por vitórias no geral com um sistema híbrido nas corridas clássicas de Le Mans, Daytona e Sebring, e sem quebrar o banco. O projeto é extremamente atraente para a Porsche. As corridas de endurance fazem parte do DNA da nossa marca”, declarou o executivo.

PORSCHE; LMDh; 2023; LE MANS; WEC; IMSA; GRANDE PRÊMIO
A Porsche vai voltar às principais provas do endurance mundial com um novo projeto de hipercarro na classe LMDh (Arte: Porsche AG)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Além das 19 vitórias em Le Mans na classe principal, a Porsche ostenta mais de 100 triunfos quando são contabilizadas as conquistas em todas as categorias em disputa em La Sarthe. A marca alemã também tem um histórico de muito sucesso nas provas de longa duração nos Estados Unidos, como nas 24 Horas de Daytona e as 12 Horas de Sebring.

A convergência de regras entre WEC e IMSA e a criação da classe LMDh têm sido fundamentais para atrair mais marcas para o retorno a Le Mans e a um investimento maior como equipes de fábrica nas corridas de longa duração. Como diz a própria Porsche no seu comunicado, pela primeira vez em mais de 20 anos vai ser possível que as montadoras lutem por vitórias nas classificações gerais com carros idênticos em corridas de endurance ao redor do mundo.

Os novos carros da LMDh vão ser baseados em um conceito LMP2, com sistema híbrido de motorização e centralina padronizadas. O regulamento definido em conjunto por IMSA e Mundial de Endurance compreende a liberdade em termos de conceito de motor de combustão e design da carroceria do carro.

Membro do Conselho de Pesquisa e Desenvolvimento da Porsche, Michael Steiner lembra que a marca “se concentra em três conceitos: veículos totalmente elétricos, híbridos eficientes e motores de combustão emocionantes. Queremos representar esta trilogia no desenvolvimento dos nossos carros no topo dos carros de produção e também no automobilismo. Usamos o caminho totalmente elétrico para a Fórmula E, como parte do nosso compromisso, e o motor de combustão altamente eficiente nas corridas de GT. Agora, a classe LMDh fecha essa lacuna para nós”.

Para Fritz Enzinger, vice-presidente da divisão de automobilismo da Porsche, destacou a importância da redução de custos com a nova categoria e também com a chance de medir forças com outras grandes marcas envolvidas no novo projeto.

“Detemos um recorde com as nossas 19 vitórias absolutas nas 24 Horas de Le Mans e subimos ao topo do pódio muitas vezes nas principais corridas nos Estados Unidos. Podemos continuar esta tradição com um carro LMDh e, ao mesmo tempo, manter os custos razoáveis. Houve grande interesse de outras fábricas. Espero que possamos continuar de onde paramos, com os famosos confrontos contra muitas outras marcas nos anos 1980 e 1990. Isso daria um grande impulso a todo o cenário do esporte a motor”, declarou.

Pierre Fillon, presidente do Automóvel Clube do Oeste, responsável por organizar as 24 Horas de Le Mans e o Mundial de Endurance, exaltou a volta da maior vencedora absoluta em La Sarthe.

PORSCHE; 2017; VITÓRIA; LE MANS;
A última vez que a Porsche venceu as 24 Horas de Le Mans no geral foi em 2017 (Foto: Porsche AG)

“Este anúncio tão esperado é uma ótima notícia para o mundo do endurance. Ao confirmar seu compromisso com os hipercarros, a nova classe rainha, a Porsche vai voltar às 24 Horas de Le Mans ao lado de grandes fabricantes. Esses anúncios recentes provam que o nosso acordo é atraente, apoiado por um acordo histórico com os Estados Unidos”, comemorou o dirigente francês.

A Porsche se despediu de Le Mans e do WEC na sua categoria principal nos últimos anos, a LMP1, com três vitórias consecutivas da clássica corrida francesa. A última conquista foi lograda pelo trio formado por Timo Bernhard, Brendon Hartley e Earl Bamber. A partir do ano seguinte, a Toyota permaneceu como a única montadora envolvida diretamente com o LMP1, tendo vencido as três últimas edições das 24 Horas de Le Mans.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube