Rebellion antecipa saída do Mundial de Endurance após pódio nas 24 Horas de Le Mans

A equipe suíça, que já havia confirmado o fim do ciclo na competição, não vai correr a etapa final da supertemporada 2019/20, no Bahrein, deixando o grid da classe LMP1 somente com os dois protótipos da Toyota

Leia também
GRANDE PREMIUM: Os melhores resultados de brasileiros em Le Mans

A Rebellion antecipou a saída já prevista do grid do Mundial de Endurance e anunciou, nesta terça-feira (22), que encerrou seu ciclo na categoria com o pódio conquistado por Bruno Senna, Norman Nato e Gustavo Menezes nas 24 Horas de Le Mans do último domingo. Calim Bouhadra, CEO da Rebellion, confirmou a informação à revista britânica Autosport.

A equipe suíça condicionava a ida para a última prova da supertemporada 2019/20, as 8 Horas do Bahrein, prova marcada para 14 de novembro, à possibilidade de ainda ter chances de disputar o título. Mas a tripulação do carro #1 soma 145 pontos, contra 175 dos vencedores de Le Mans Brendon Hartley, Kazuki Nakajima e Sébastien Buemi, da Toyota.

Bruno Senna foi um dos pilotos do LMP1 na última participação da Rebellion no WEC (Foto: WEC)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Com 39 pontos em jogo no Bahrein, sendo um extra pela pole, a direção da equipe entendeu que, mesmo ainda tendo chances matemáticas de título, não valeria, em termos de custos, seguir para o Oriente Médio.

Em Le Mans, apenas cinco LMP1 estiveram inscritos para disputar a prova, sendo dois da Toyota, dois da Rebellion e um da ByKolles, com o protótipo ENSO CLM P1. Mas uma vez que a ByKolles só tinha como projeto participar da corrida em La Sarthe, a saída da Rebellion vai deixar o grid das 8 Horas do Bahrein com somente os dois carros da Toyota.

Sendo assim, na principal classe do Mundial de Endurance, que sai de cena em novembro para dar lugar aos hipercarros, a luta do trio do Toyota #8 pelo título mundial vai ser contra os companheiros de equipe e adversários do TS050 #7, com Kamui Kobayashi, Mike Conway e José María ‘Pechito’ López, que somam 168.

Desta forma, quem terminar na frente as 8 Horas do Bahrein vai levar a última taça de campeão da classe LMP1 antes da transição para uma nova era no Mundial de Endurance a partir de 2021.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube