Sem conflito de localização com F1, sem conflito de datas entre WEC e F-E: como foi o acordo costurado pela FIA

Gerard Neveu, chefe do WEC, jogou alguma luz sobre o acordo feito entre sua categoria, a F1 e a F-E para organizar um sistema de calendário que não afete os três. WEC e F-E concordaram em não ter conflitos de data. Com a F1, no entanto, a história é diferente: não 'dividir' fins de semana no mesmo país

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “2258117790”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 600;

A divulgação feita no início da semana dos calendários de F1 e F-E para a temporada 2018 e 2017/18, respectivamente, levantou algumas interrogações. Cinco das etapas da categoria de carros elétricos coincidem com fins de semana da F1 – isso depois de uma reunião entre ambas, o WEC e a FIA para acertar um esquema com o menor número possível de conflitos de datas. Agora, porém, o chefe do WEC, Gerard Neveu, jogou um pouco mais de luz sobre qual foi de fato o acordo discutido entre as partes.

 
Segundo Neveu, o acerto era mais sobre F-E e WEC não terem conflitos sob hipótese alguma. As duas categorias dividem pilotos e pessoal, portanto uma colisão de datas como a que vai acontecer no fim de semana dos dias 15 e 16 de julho, com o eP de Nova York e as 6 Horas de Nürburgring, é nociva.
 
A F1, porém, não divide pessoal ou pilotos com as outras duas categorias. Por isso, o acordo com ela foi outro: não ter corridas no mesmo fim de semana e país que WEC e F-E. Segundo Neveu, isso "não faria sentido". Estiveram presentes na reunião Ross Brawn, diretor-esportivo da F1; Alejandro Agag, chefão da F-E; e Neveu.
 
"[A reunião] foi uma boa iniciativa da FIA, mas ainda tem uma corrida com que estamos tentando evitar um conflito. Le Mans será um fim de semana protegido, e não teremos corridas da F1 e WEC no mesmo país e ao mesmo tempo. Isso não faria sentido", disse Neveu em entrevista para a revista inglesa 'Autosport'. "Estamos tentando o melhor para todos, e tenho a sensação de que os três parceiros estão construindo algo construtivo", avaliou. 
Largada da etapa de Spa-Francorchamps do WEC neste sábado (Foto: Reprodução/WEC)
Chefão da F-E, Agag caminhou na mesma linha quando questionado pelos conflitos com a F1 – as etapas de Roma, Paris, uma ainda indefinida, Nova York e Montreal estão pareadas com Bahrein, Azerbaijão, Canadá, Inglaterra e Hungria. "Não temos problemas com a F1. Não temos pilotos que estejam nas duas. É aceitável, porque são muitas corridas da F1", argumentou. 
 
O calendário do WEC ainda não foi divulgado, algo que irá acontecer mais para o fim do ano. 

NOVA DERROTA EM 2017 MOSTRA QUE TOYOTA E LE MANS SÃO COMO ‘ÁGUA E ÓLEO’

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height:

0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe,
.embed-container object, .embed-container embed { position: absolute;

top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube