12º, Nasr destaca classificação “muito positiva”, mas reconhece dificuldades com carro: “Vai ser difícil chegar ao top-10”

Felipe Nasr vai largar em 12º. O brasiliense valorizou o bom desempenho no treino classificatório por quase ter colocado a Sauber no Q3, mas reconheceu que pontuar será tarefa complicada na corrida

Felipe Nasr fez uma boa classificação neste sábado (10) em Sóchi. O brasileiro da Sauber vai largar em 12º no GP da Rússia e, de quebra, foi bastante superior ao companheiro Marcus Ericsson. Nasr valorizou a quase ida ao Q3, mas admitiu que pontuar não será fácil na corrida russa.
 
Nasr valorizou o resultado atingido e ressaltou que passou muito perto de colocar a Sauber na parte final da classificação.
 
"Foi muito bom, foi muito positivo, não esperava que a gente fosse chegar tão perto do Q3, faltou um pouquinho. No começo estava sem uma referência, tive de experimentar isso na classificação, fizemos os ajustes certos. Fomos melhorando o equilíbrio do carro, usamos tudo o que a gente tinha e quase deu para ir ao Q3", disse à Rádio Bradesco Esportes.
Felipe Nasr vai largar em 12º no GP da Rússia (Foto: AP)
Mesmo contente com o desempenho no treino classificatório, o brasiliense manteve os pés no chão e reconheceu que chegar ao top-10 na corrida russa será uma missão complicada para a Sauber.
 
"Sei das deficiências do equipamento e do carro, e sempre que a gente chega perto do top-10 é algo muito bom. Claro que você sempre depende de toda a corrida em si. Aproveitar a largada, a estratégia, olhando para o ano passado, será uma ou duas paradas, então temos de saber qual a melhor para a gente adotar sobre os pneus. Vamos depender da corrida em si, mas, com o carro que temos, é muito difícil chegar no top-10", completou.
 
Nasr teve imensa vantagem sobre o companheiro Ericsson na classificação em Sóchi. Enquanto o brasileiro sai em 12º, o sueco é o 16º, tendo sido mais de 0s6 mais lento na primeira fase do treino classificatório.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube