3º, Vettel lamenta amarela por batida de Bottas: “Estava mais confiante”

Sebastian Vettel vinha em uma boa volta quando se deparou com bandeiras amarelas, consequência da batida de Valtteri Bottas no fim do Q3. O alemão precisou tirar o pé, o que significou perder a pole-position, que coube a Max Verstappen

Sebastian Vettel acredita que era capaz de ir além no treino classificatório deste sábado (26) no México. O alemão, que mostrou força nos treinos livres, foi traído pela batida de Valtteri Bottas no fim do Q3, impedindo uma volta mais rápida para brigar com Max Verstappen pela pole-position. É motivo de frustração para o tetracampeão, que estava crente de que encontraria um tempo melhor.
 
“Acho que o carro estava bom, mas seria legal poder largar um pouco mais acima”, disse Vettel, logo após o Q3. “Eu cometi um erro ainda cedo, na minha primeira volta, então eu claramente estava mais confiante de que ia recuperar isso na segunda. Só que aí teve bandeira amarela [no último setor] e precisei desacelerar”, seguiu.
Sebastian Vettel larga em terceiro (Foto: AFP)

A batida de Bottas indiretamente ajudou Verstappen, que conquistou a segunda pole-position da carreira. O holandês tem a companhia de Charles Leclerc na primeira fila. Vettel, na segunda, fica de prontidão para ganhar terreno na largada e, então, administrar o ritmo.

 
“Estou confortável para amanhã. Espero ter uma boa largada amanhã, mas é uma corrida longa. Vai ser uma aventura. Vai ser difícil com os freios, mantê-los refrigerados, assim como com os pneus. É uma questão de quem consegue ir mais longe”, encerrou.
 
O GP do México é o 18º da temporada da Fórmula 1. A corrida no Hermanos Rodríguez começa às 16h10, horário de Brasília.
 

Paddockast #39
O MELHOR SEM TÍTULO DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar