7 ou 10 dias? Duração de quarentena de Pérez gera indefinição para GP dos 70 Anos

Nico Hülkenberg está escalado para o GP da Inglaterra, mas ainda não sabe se seguirá com a Racing Point no GP dos 70 Anos. A dúvida na equipe é a duração da quarentena de Sergio Pérez, diagnosticado com Covid

Diagnosticado com Covid-19 na última quinta-feira (31), Sergio Pérez já sabe que não corre o GP da Inglaterra deste domingo – mas segue como dúvida para o próximo, o GP dos 70 anos, já no final de semana seguinte.

Nico Hülkenberg substitui o mexicano em Silverstone, mas também não tem a confirmação por parte da Racing Point se segue na cidade inglesa por mais uma semana, ou se está liberado para a volta de Pérez.

Tudo isso porque a Inglaterra mudou seus decretos sobre o coronavírus exatamente na última quinta, aumentando o período de quarentena para quem tiver o vírus diagnosticado de sete para 10 dias.

Sergio Pérez (Foto: Racing Point)

Só que, para aumentar a confusão, Pérez testou positivo em treino feito na quarta. Ou seja: a Racing Point espera para saber se o piloto já se enquadra na nova legislação – e precisa ficar sete dias de quarentena – ou se, por ter feito antes da mudança, precisa seguir as recomendações anteriores -e ficar 10.

Para pensar nisso, porém, Pérez precisa primeiro testar negativo para o vírus a tempo de ter o retorno cogitado. A equipe ainda espera que ele seja liberado no começo da próxima semana se testar negativo.

“Não sabemos ainda se teremos Nico por uma ou duas corridas. Sigo sem ter a certeza do decreto. Mas, se Pérez ficar de quarentena por 10 dias, Nico corre os dois GPs“, comentou Otmar Szafnauer, chefe da Racing Point.

Pérez teve o vírus detectado após viajar ao México entre as etapas da Hungria e de Silverstone para visitar a mãe, que está internada em hospital.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL todas as atividades do fim de semana do GP da Inglaterra, quarta etapa da temporada 2020 da Fórmula 1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube