“Aberto a qualquer solução”, GP da Hungria trabalha para evitar cancelamento

Marcado para acontecer no dia 2 de agosto, os organizadores da etapa em Hungaroring estudam desde corrida com portões fechados até a possibilidade de provas em domingos consecutivos

Realizado ininterruptamente desde 1986, o GP da Hungria trabalha com diversas alternativas para evitar o primeiro cancelamento de sua história em 2020, por conta da pandemia do coronavírus. A prova está marcada para 2 de agosto.
 
O país registrou 2.727 casos e 300 mortes por conta da doença, segundo dados oficiais do governo. Zsolt Gyulay, diretor-executivo do circuito de Hungaroring, confirmou o apoio local para a realização da prova, e prefere aguardar antes de tomar qualquer decisão.
 
"Estamos em contato diariamente. Liberty Media sabe que estamos abertos a todas as soluções e preparados para realizar uma corrida. A situação está fora do nosso controle e depende de como o país estará. Estamos esperando a flexibilização das medidas e o jeito que vida voltará ao normal", disse em entrevista ao site da revista ‘Autosport’.
O GP da Hungria de 2019 teve vitória de Lewis Hamilton (Foto: Beto Issa)
A F1 planeja realizar entre 15 e 18 corridas em 2020, com início em julho na Áustria. Gyulay afirmou que a Hungria está analisando a chance de realizar a corrida sem presença do público.
 
"Juntamente da Áustria e da Inglaterra, confirmamos que nos comprometemos a receber a abertura da temporada. Já conversamos sobre correr com portões fechados, mas é um protocolo desenvolvido para a Áustria. Se der certo, vamos cumprir também", seguiu.
 
Como opção para preencher o calendário com mais corridas, a categoria estuda a possibilidade de praças como Áustria e Inglaterra receberem duas provas em domingos consecutivos. A alternativa também está sendo avaliada por Gyulay.
 
"É muito cedo para falar sobre o assunto porque as negociações não chegaram nesse ponto. O circuito está adaptado para receber duas corridas seguidas, e o país se beneficiaria em termos turísticos e econômicos caso os times ficassem aqui por duas semanas", completou.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

Apoie o GRANDE PRÊMIO: garanta o futuro do nosso jornalismo

O GRANDE PRÊMIO é a maior mídia digital de esporte a motor do Brasil, na América Latina e em Língua Portuguesa, editorialmente independente. Nossa grande equipe produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente, e não só na internet: uma das nossas atuações está na realização de eventos, como a Copa GP de Kart. Assim, seu apoio é sempre importante.

Assine o GRANDE PREMIUM: veja os planos e o que oferecem, tenha à disposição uma série de benefícios e experiências exclusivas, e faça parte de um grupo especial, a Scuderia GP, com debate em alto nível.

assine agora