Albon lamenta chance perdida de bater Hamilton nos EUA: “Cometi um erro”

Alexander Albon vai dividir a terceira fila do grid com Lewis Hamilton. Mas o anglo-tailandês entende que poderia até ter superado o britânico se não fosse por um erro cometido na sua segunda tentativa de volta rápida no Q3: “É frustrante”, disse o novato

Alexander Albon conquistou o sexto lugar no grid de largada do GP dos Estados Unidos. Na tarde deste sábado (2), em Austin, o anglo-tailandês chamou a atenção por ter adotado uma estratégia distinta dos outros pilotos das equipes de ponta da F1 ao ter feito sua melhor volta no Q2 com pneus macios. Vai ser com eles que o novato vai largar no domingo, diferente dos cinco primeiros colocados: Valtteri Bottas, Sebastian Vettel, Max Verstappen e Lewis Hamilton.
 
Albon fez seu melhor tempo em 1min32s548, pouco mais de 0s2 mais lento que Hamilton. O dono do carro #23 da Red Bull entende que o cenário poderia ter sido diferente se não fosse por um erro cometido na sua segunda tentativa de volta rápida na fase final da classificação.
 
“Foi tudo ok. Cometi um erro na volta final. Meu ritmo não foi tão bom quanto os outros caras, mas certamente não é ruim”, explicou.
Alexander Albon vai largar com pneus macios neste domingo em Austin (Foto: Getty Images/Red Bull Content Pool)
“O Q1 correu ok, nada de especial, mas o Q2 começou bem. Para ser sincero, o Q3 começou bem, acho que fiz uma volta ok. Então, na minha segunda tentativa, tentei acelerar um pouco mais. Andei no limite. Acho que estava 0s2 mais rápido naquela volta, o que me teria colocado à frente de Hamilton, então é um pouco frustrante”, lastimou o piloto em entrevista coletiva pouco depois da classificação. 
 
É a primeira vez que Albon acelera no Circuito das Américas. Ao falar das características do traçado, o anglo-tailandês lembrou que é preciso ter um carro equilibrado por conta dos trechos bastante distintos. O piloto lembrou que teve uma boa performance do RB15, mas faltou algo a mais em razão do erro cometido.
 
“Não diria que é tão complicado. É simplesmente o fato que o circuito tem curvas de alta e baixa velocidades, então tentar colocar o carro bem nas duas não é fácil. Para ser sincero, conseguimos o que queríamos do carro. Simplesmente cometi um erro. Essa é a realidade”, salientou.
 
Por fim, Alexander falou sobre a estratégia diferente para a largada neste domingo no Texas. “Nós somos os primeiros a partir com pneus macios amanhã, então espero que isso nos dê uma vantagem e que possamos passar alguns carros na curva 1. Precisamos evitar os incidentes e, então, espero que estejamos na briga”.
 
“Acho que nosso ritmo é sempre muito bom, então vamos ver como vai ser o clima amanhã. Se estiver mais quente do que hoje, meus pneus vão se desgastar mais rápido, mas então os outros vão ter de fazer duas paradas, então vamos ver o que acontece”, concluiu.
 
A largada do GP dos EUA está marcada para 16h10 (horário de Brasília) deste domingo. O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL.
Paddockast #40
QUEM VOCÊ ENTREVISTARIA NO GP DO BRASIL?

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube