Alegando “rescisão injusta”, pai de Hamilton processa Di Resta por rompimento de contrato

Após ver Paul di Resta romper o vínculo que tinha desde 2010, Anthony Hamilton decidiu entrar na justiça e processar o piloto pela rescisão unilateral do contrato. O caso deve ser julgado pela justiça inglesa na próxima semana

No GP da Inglaterra, Paul di Resta anunciou que havia rompido a parceria com seu então empresário, Anthony Hamilton, pai e também ex-agente de Lewis. Pois nesta terça-feira (31), o jornal inglês ‘The Telegraph’ conta que o piloto da Force India está sendo processado por seu ex-manager pelo rompimento unilateral do vínculo. A ação está correndo na justiça inglesa e será julgada na próxima semana.

Anthony estava com Di Resta desde o início de 2010, quando o escocês conseguiu entrar na Force India como piloto de testes da equipe. No mesmo ano, o primo de Dario Franchitti abriu mão de competir na GP2 para competir no DTM, categoria de Turismo alemão, superar os principais concorrentes para ficar com o título naquele ano e, no ano seguinte, assumir a vaga de titular dos indianos ao lado do alemão Adrian Sutil.

De acordo com o ‘Telegraph’, o ex-empresário do piloto alega que a rescisão de contrato foi “injusta” e que “perdeu rendimentos” com o rompimento. Em sua defesa, os advogados de Di Resta afirmam que o piloto de 26 anos foi enganado em um acordo de patrocínio que deveria render € 2 milhões (pouco mais de R$ 5 milhões) ao piloto, mas que rendeu apenas € 1 mi (R$ 2,5 milhões).

Di Resta está sem empresário desde meados de abril (Foto: Force India)

O divisor de águas foi na China, quando Di Resta questionou a Force India sobre o contrato do novo patrocinador e recebeu a notícia da equipe de que o valor era apenas a metade do prometido. Foi neste momento que o escocês decidiu romper relações com Anthony, o que ele confirmou apenas na entrevista coletiva em Silverstone.

A disputa judicial também gira em torno do futuro do piloto da F1, já que Di Resta é um dos cotados para substituir Michael Schumacher na Mercedes na próxima temporada.  Caso isso aconteça, os rendimentos do escocês vão sofrer um considerável aumento, o que interessa e muito ao empresário.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube