Alonso bate em Gutiérrez, capota e deixa McLaren destruída durante GP da Austrália. Corrida é interrompida

Fernando Alonso sofreu um acidente assustador durante a primeira prova da temporada da F1, na Austrália. O bicampeão mundial tocou em Esteban Gutiérrez e terminou de ponta cabeça após capotar


determinarTipoPlayer(“15804435”, “2”, “0”);

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Um acidente muito feio marcou a primeira parte do GP da Austrália na madrugada deste domingo (20). Um acidente entre a Haas de Esteban Gutiérrez e a McLaren de Fernando Alonso deixou o carro do bicampeão mundial de ponta cabeça. E causou bandeira vermelha.
 
Alonso tentou atrasar a freada para ganhar espaço contra o mexicano por fora. Mas Esteban não fez o movimento que Alonso esperava, e, muito mais rápido, Fernando tocou Gutiérrez e perdeu totalmente o controle.

Alonso foi em direção ao muro do lado, danificou bastante a lateral esquerda da McLaren e seguiu sem controle e em velocidade para a brita. O carro levantou voo e capotou. No fim das contas e ao contrário, o carro terminou encostado na barreira de pneus. Gutiérrez ficou na brita e fora da prova.

Alonso causou o primeiro grande susto do ano (Foto: Reprodução/TV)
Tonto, Alonso deixou o carro puxando as pernas, mas sem maiores problemas. O espanhol sinalizou para a torcida que estava bem e foi cumprimentar um preocupado Gutiérrez. Um final bastante assustador para a corrida dos dois. Com muitos destroços na pista, a bandeira vermelha foi inevitável e mandou todo mundo de volta para os boxes.

""Foi um momento assustador. Me sinto com sorte de estar aqui. É por causa de nossos padrões de segurança que eu estou vivo. Estávamos muito próximos, perdi a referência da freada e acabe freando tarde demais", disse Alonso. "Foi um momento de muito medo. Eu fui direto para ajudar Alonso quando o vi pelos espelhos. Sabia que Alonso estava atrás. Simplesmente freei na curva, e foi uma surpresa vê-lo voando", falou Gutiérrez.

Em sua conta no Instagram, Alonso também falou sobre o acidente. “Sei que hoje gastei uma das vidas que me faltavam. Quero agradecer à McLaren, à FIA pela segurança atual dos carros. A meus companheiros e aos fãs pela preocupação mostrada e apoio incondicional. Agora é se recuperar e pensar no Bahrein para entrar no carro e somar os primeiros pontos.”

Ambos conversaram brevemente com a imprensa após deixarem o centro médico de Melbourne – para onde os dois foram levados para uma checagem de rotina e logo em seguida liberados. 

O carro de Alonso pousou na área de escape da curva 3, tradicional ponto de acidentes no circuito de Melbourne. Na edição de 1996 do GP da Austrália, Martin Brundle levantou voo após um toque já na largada e acabou sendo protagonista de um dos capotes mais feios da história da F1. O mesmo pode ser dito do toque entre Jacques Villeneuve e Ralf Schumacher em 2002: o então piloto da BAR encheu a traseira da Williams, vooando na sequência. Neste caso, o impacto do canandense contra uma mureta lateral acabou ferindo fatalmente um fiscal de pista.

No fim das contas, a bandeira vermelha acabou ajudando Nico Rosberg, que ficou com Sebastian Vettel em sua mira. Rosberg aproveitou mais tarde e passou para vencer a quarta corrida seguida, ampliando a sequência do ano passado. Lewis Hamilton ainda ficou com a segunda colocação.

 

(function(d, s, id) { var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) return; js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = “//connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js#xfbml=1&version=v2.3”; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs);}(document, ‘script’, ‘facebook-jssdk’));

E Rosberg segue a fase do fim do ano passado e vence na Austrália. O que acharam da corrida de hoje? http://bit.ly/1R71AeX

Publicado por Grande Prêmio em Sábado, 19 de março de 2016

VEJA A EDIÇÃO #20 DO PADDOCK GP

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube