F1

Alonso define “ver bandeira quadriculada” como meta para 'adeus' em Abu Dhabi e vê pontos como “sonho”

Fernando Alonso larga em 15º na última corrida na F1, e sem pensar muito em pontos. Sofrendo com problemas da McLaren, o espanhol só quer sobreviver ao GP de Abu Dhabi para se despedir vendo a bandeira quadriculada
Warm Up / VITOR FAZIO, de Berlim
 Fernando Alonso (Foto: AFP)

Fernando Alonso conseguiu o 15º melhor tempo na última classificação da carreira na F1, neste sábado (24) em Abu Dhabi. O resultado satisfaz o espanhol, mas reforça a realidade da McLaren: Alonso vai largar esperando apenas “ver a bandeira quadriculada”, sem sofrer com acidentes ou problemas mecânicos na despedida.
 
A meta de sobreviver significa que Alonso nem pensa muito em pontuar. O espanhol define um resultado dentro do top-10 como “sonho”, dados os problemas da McLaren ao longo da segunda metade de 2018.
 
“A gente está competitivo nesse fim de semana e estávamos pessimistas a respeito das nossas chances no Q1, mas de alguma forma conseguimos ir ao Q2 e isso é bom”, disse Alonso, entrevistado pela TV britânica ‘Sky Sports’. “Minha prioridade é terminar a corrida e ver a bandeira quadriculada. Se der para pontuar, seria um sonho. Estamos cinco posições atrás disso agora”, seguiu.
Fernando Alonso larga em 15º na despedida da F1 (Foto: McLaren)
Após as férias de agosto, do GP da Bélgica em diante, Alonso só pontuou no GP de Singapura. A frustração pela falta de resultados na F1, tanto em 2018 quanto em anos anteriores, levou o espanhol a deixar a categoria em 2019. Ainda não se sabe o que o futuro reserva, mas um retorno em 2020 ou depois não está descartado.
 
“Preciso de um tempo enquanto encontro alguma outra coisa para fazer. Mas estou aberto, talvez faça mais uma temporada de F1 depois disso, ou alguma outra coisa”, encerrou Alonso.
 
Lewis Hamilton é pole em Abu Dhabi, comandando dobradinha da Mercedes com Valtteri Bottas em segundo.