Alonso diz que reunião pré-corrida da FIA “é uma formalidade” e admite: “Estou lá apenas como espectador”

Falando à TV espanhola, Fernando Alonso afirmou que o briefing pré-corrida é apenas uma formalidade. Asturiano declarou que vai às reuniões apenas como “espectador”

Os briefing pré-corrida da F1 não são mais tão empolgantes como antigamente. Em entrevista à TV espanhola, Fernando Alonso afirmou que os pilotos ficam deliberadamente em silêncio na reunião comandada por Charlie Whiting.

Em uma entrevista ao canal La Sexta, Fernando contou que não entra em debates durante os briefings e admitiu que comparece às reuniões apenas como espectador.

Fernando Alonso afirmou que fica calado nos briefings da F1 (Foto: Getty Images)
“Eu normalmente fico fora de todas as discussões e brigas, porque, nos meus anos de corrida, percebi que o briefing é uma formalidade”, disse. “Se você diz alguma coisa, as vezes tudo que você consegue é irritar o diretor de prova”, continuou Alonso.
 
“E se você o deixa irritado e aí se envolve em alguma coisa… ao invés disso, eu sento, relaxo, penso e ouço”, explicou. “Se tornou uma rotina. Estou lá apenas como um espectador”, concluiu.
EM ANO DE DOMÍNIO DA PENSKE, POWER ENFIM GARANTE TÍTULO DA INDY 

A temporada 2014 da Indy teve emoção até o fim. Em ano dominado pela Penske, Simon Pagenaud foi o único a se meter na disputa entre os companheiros de equipe e brigou pelo caneco até a prova final em Fontana. Will Power foi o grande campeão, deixando Helio Castroneves com o vice pela quarta vez na carreira.

Leia a RETROSPECTIVA INDY 2014 no GRANDE PRÊMIO.

ENFIM, O ANO DA CONSAGRAÇÃO

A REVISTA WARM UP acompanhou de perto e traz todos os detalhes de como Rubens Barrichello viveu o fim de semana que voltou a lhe proporcionar o grito de ‘é campeão’: os erros e os acertos, o peso e o alívio, o filho que pergunta e antevê o título. "Já se sente campeão?", disse, na manhã da corrida decisiva. E o pai que sorri

Leia a reportagem completa na REVISTA WARM UP.

MELHORES DO ANO

E assim, como num passe de mágica, 2014 passou. Foi rápido mesmo. Se Vettel decepcionou, a Mercedes dominou e o medo de acidentes fatais voltou à F1; se a Ganassi não correspondeu e Will Power fez chegar o dia que parecia inalcançável; se Márquez deu mais um passou para construir uma dinastia; se Rubens Barrichello viveu sua redenção, tudo isso é sinal das marcas de 2014 no automobilismo. Para encerrar e reforçar o que aconteceu no ano, a REVISTA WARM UP volta a eleger os melhores do ano.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube