Alonso questiona “regra estranha” e lamenta falha que impediu melhor grid na Hungria: “Aconteceu na hora errada”

Fernando Alonso lamentou por não conseguir voltar à pista para tentar uma melhor posição no grid de largada durante o Q2 do treino classificatório na Hungria. O bicampeão enfrentou uma pane elétrica e chegou a empurrar seu carro de volta aos boxes antes de receber ajuda

Uma pane elétrica no McLaren Honda MP4-30 pode ter arruinado um fim de semana que parecia promissor para Fernando Alonso. O bicampeão do mundo apresentou boa performance nos três treinos livres do GP da Hungria, mas justamente na hora errada, no momento errado, teve de lidar com uma falha no carro no início do Q2 neste sábado (25), causando uma cena curiosa ao tentar empurrar o bólido de volta aos boxes. Ao chegar à garagem da McLaren, ele foi impedido de regressar à pista por conta de uma “regra estranha”, segundo o espanhol.

Com chances reais de avançar com a McLaren pela primeira vez ao Q3 em 2015, Alonso se mostrou ansioso em voltar logo à pista, mas segundo o regulamento, o piloto só pode regressar para a classificação caso o carro chegue por suas próprias forças aos boxes. Por isso, o piloto não conseguiu marcar tempo e, assim, buscar uma posição melhor que o 15ª lugar, o que torna sua pretensão por um bom resultado em Hungaroring algo bem mais difícil.

Alonso bem que tentou levar seu carro de volta aos boxes, mas foi impedido de voltar ao Q2 (Foto: AP)

No treino livre da manhã deste sábado, Alonso garantiu o oitavo melhor tempo, mesma posição obtida na última sessão de sexta-feira. No começo das atividades de pista em Hungaroring, Fernando terminou num bom 11º lugar, indicando que realmente tinha chances reais de avançar ao Q3.

O NOVO PROJETO DO GRANDE PRÊMIO

Flavio Gomes: nossos patrões — os detalhes do projetoColabore com o projeto e ganhe uma camiseta da Red Bull
“Tive sorte porque tive alguma ajuda, mas quando cheguei à garagem, eles me disseram que eu não poderia voltar de novo. O regulamento diz que o carro tem de chegar por si só para a garagem, por isso foi um grande esforço para nada”, lamentou o asturiano de Oviedo ao conceder entrevista coletiva logo após seu frustrado retorno.

“É uma regra um pouco estranha porque vemos tantas vezes um carro chegando num guindaste e novamente voltando para o treino”, falou Alonso.

O bicampeão explicou o que houve e lastimou por ter sido no pior momento possível na Hungria. “Para mim, o problema aconteceu na hora errada, no momento errado. Foi alguma coisa na elétrica, algum conector, e o carro desligou, o que foi uma pena. Fomos bastante competitivos no fim de semana, mais ou menos no top-10 em todos os treinos, por isso estava sendo um bom fim de semana para a equipe”, acrescentou.

O GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL o GP da Hungria de F1 a partir de 8h40 (horário de Brasília) deste domingo.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube