Alonso se rende a Hamilton e exalta ex-rival: “Ele já é um dos grandes e está ao mesmo nível de Senna”

Grande rival de Lewis Hamilton no ano da estreia do britânico na F1, em 2007, Fernando Alonso se rendeu ao novo tricampeão mundial de F1: “É um dos melhores do esporte, e ainda há mais por vir, todos nós o respeitamos”

A temporada 2007 do Mundial de F1 foi talvez a última marcada por uma rivalidade verdadeiramente explosiva dentro de uma equipe. À época, Fernando Alonso chegava à McLaren vindo de dois títulos mundiais conquistados pela Renault, mas tinha ao seu lado nos boxes o então novato Lewis Hamilton. Os pilotos travaram grandes disputas dentro das pistas e, sobretudo, nos bastidores. Naquele ano, Hamilton e Alonso terminaram empatados em número de pontos, mas o campeonato acabou sendo vencido por Kimi Räikkönen, de forma improvável. Alonso deixou a McLaren ao fim da temporada e voltou à Renault, enquanto Lewis permaneceu e em Woking iniciou sua trajetória vencedora na F1.

Oito anos depois, Alonso se vê superado pelo ex-rival não apenas em número de vitórias, mas também em títulos. No último domingo, Hamilton confirmou a conquista do tricampeonato e entrou para um seleto rol de pilotos como o seu ídolo Ayrton Senna, Nelson Piquet, Jackie Stewart, Jack Brabham e Niki Lauda. De modo que Fernando entende que Lewis já ocupa um patamar diferente na F1.

Em 2007, Hamilton e Alonso protagonizaram a última rivalidade explosiva da F1 (Foto: AP)

“Acho que ele já é um dos grandes. Como Lauda e Senna, ele já tem três títulos, então não podemos colocar Lewis em um nível diferente deles. É um dos melhores do esporte, e acredito que ainda há muito por vir, de modo que é alguém que todos nós respeitamos”, elogiou o piloto durante entrevista em Austin no último domingo.

“Ele teve alguns altos e baixos, mas o bom de Lewis é que, quando ele não tinha o melhor carro, seguia vencendo algumas corridas, talvez não o título, mas seguia vencendo e lutando pelo campeonato, e isso não é algo que todo mundo consegue fazer”, analisou o bicampeão e hoje novamente piloto da McLaren.

VIU ESSA? O POLÊMICO INCIDENTE ENTRE ROSSI E MÁRQUEZ NA MOTOGP

determinarTipoPlayer(“15655524”, “2”, “0”);

Oito anos depois, Alonso se rende ao novo tricampeão mundial de F1 (Foto: Getty Images)

Questionado se acredita que Hamilton poderá ampliar sua galeria de títulos nos próximos anos, Alonso pediu calma. “É difícil dizer. Depende muito do carro. Já vimos Lewis ser campeão no seu segundo ano, e se ele não vai para a Mercedes, talvez poderia se aposentar só com um título. Se ninguém superar a Mercedes nos próximos anos, talvez ele possa vencer até seis títulos, de modo que é difícil dizer”, declarou o espanhol.

“Mas para se valorizar um piloto é preciso pesar mais coisas em conta do que um título”, disse Fernando, considerado por muitos como um dos mais completos pilotos da F1 em seu tempo, mas que não conquista um título há quase uma década. Enquanto agora Hamilton luta para manter a Mercedes no topo, a missão de Alonso é mais espinhosa: levar de volta a McLaren Honda aos dias de glória na F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube