Ansioso por GP da Austrália, Ricciardo vê Mercedes forte e Red Bull com Williams e Ferrari “no grupo seguinte”

O australiano Daniel Ricciardo acredita que a Red Bull vai brigar por pódios com Williams e Ferrari na temporada 2015 da F1 enquanto a Mercedes dá continuidade ao seu domínio. O piloto ainda se mostrou ansioso pelo início do campeonato: “Mal consigo esperar para começar a correr”

Ainda há um ponto de interrogação na cabeça de Daniel Ricciardo com relação à divisão de forças da F1 2015, mas o australiano acredita que a Red Bull faz parte do “grupo seguinte”. À frente, é claro, está a Mercedes.

 
“Vamos ver o que acontece”, disse.
 
Prestes a disputar em casa a abertura do campeonato, Ricciardo disse que está extremamente ansioso para voltar a disputar corridas e enfim descobrir o quão forte cada escuderia realmente está.
 
No ano passado, ele foi o único que conseguiu derrotar a Mercedes ao vencer três corridas. Os resultados o colocaram como o ‘melhor do resto’ na terceira posição do Mundial de Pilotos.
Daniel Ricciardo quer que a temporada comece logo na Austrália (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)
“Mal consigo esperar para começar a correr. Os testes são OK, mas as corridas são muito mais empolgantes!”, exaltou.
 
“Sempre é bom começar a temporada em casa, mas só de começar a temporada, fazer uma classificação, uma corrida e descobrir onde todos estão… Acho que está claro que a Mercedes está forte, mas para o resto ainda é um ponto de interrogação. Estamos no grupo seguinte, com a Williams e a Ferrari”, avaliou.
 
Ricciardo ainda destacou que a Red Bull conseguiu fazer progresso em áreas importantes do carro apesar dos problemas que enfrentou durante os testes. A equipe foi somente a sexta em termos de quilometragem na pré-temporada.
 
“Eu acho que definitivamente demos uns bons passos. Tínhamos algumas fraquezas no ano passado, e estamos começando a resolvê-las. E isso é bom. A Renault está chegando lá. Ainda há ganhos para serem feitos, mas vai demorar um pouco. Vamos fazer o que pudermos enquanto isso”, comentou.
 
Os treinos livres para o GP da Austrália acontecerão a partir das 22h30 (de Brasília) da quinta-feira. A corrida terá largada às 2h do domingo. O GRANDE PRÊMIO vai acompanhar tudo AO VIVO e em TEMPO REAL.
 

EU QUERO É MAIS

O brasileiro Felipe Massa se mostrou contente com o desenvolvimento do motor Mercedes para a temporada 2015 do Mundial de F1, mas quer ver a montadora alemã extraindo ainda mais performance do já superior V6 turbo. "Eu espero que tenha mais por vir", afirmou o piloto da Williams. Neste ano, o limite de unidades de força que podem ser usadas durante toda a temporada caiu de cinco para quatro. Isso significa que cada um precisará ser usado em média por cinco corridas.

O FOCO É 1

Kevin Magnussen achou que não teria mais chance de andar na F1 em 2015, depois que a McLaren decidiu contratar Fernando Alonso para reeditar, ao de Jenson Button, a parceria com a Honda na maior das categorias. O piloto, que vinha da primeira temporada como titular, foi rebaixado para o posto de reserva. Só que o estranho acidente do espanhol durante a segunda semana de testes da pré-temporada mudou todos os planos da equipe inglesa e do próprio bicampeão.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube