Ao ver Hamilton igualar marca e chegar ao tricampeonato, Lauda prevê: “Ele vai ser ainda melhor em 2016”

Niki Lauda entende que Lewis Hamilton ainda não chegou ao auge da carreira e acredita que o britânico terá todas as condições de superá-lo e chegar ao tetracampeonato em 2016. O próprio piloto garante que “este não será o fim”

Com a vitória no GP dos Estados Unidos do último domingo (25), Lewis Hamilton passou a integrar um seletíssimo rol de pilotos donos de três títulos mundiais da F1. Entre eles, Jack Brabham, Jackie Stewart, Nelson Piquet e Ayrton Senna. É fato que Senna é o mais icônico dentre eles para Lewis, mas o mais próximo é outro tri, Niki Lauda, presidente não-executivo da Mercedes, que acompanhou de perto cada passo de Lewis rumo à taça do mundo.
 
Em entrevista concedida logo depois da corrida em Austin, Lauda foi taxativo ao dizer que Hamilton ainda não chegou ao seu limite na carreira. “Ele está melhor do que no ano passado. E se você não é o melhor, você não é campeão, simples assim. Ele foi melhor neste ano e será ainda melhor no ano que vem”, declarou o ex-piloto austríaco.
Mais novo tricampeão da F1, Hamilton foi muito elogiado por Niki Lauda (foto: Getty Images)
“Certamente, se ele continuar mais rápido a cada ano, como fez neste ano, então seguirá sendo assim”, complementou o atual dirigente da Mercedes.
 
Lewis concordou com seu chefe. “Niki me disse um dia que chegará uma hora em que não vou curtir mais. Até que isso aconteça, simplesmente acho que vou continuar aqui. Enquanto tenho este título, não acho que este seja o fim. Sinto como se fosse o começo, seguirei acelerando”, declarou o mais novo tricampeão.
 
“Agora que igualei Senna com três títulos, não estou buscando igualar Prost com quatro ou Fangio com cinco, agora só sigo meu caminho e vou ver até que posição posso chegar”, concluiu.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube