Após causar acidente na largada, Grosjean diz que sentiu toque de Hamilton e perdeu controle do carro

Romain Grosjean causou um forte acidente na largada do GP da Bélgica neste domingo (2). Piloto da Lotus empurrou Lewis Hamilton para fora, foi tocado pelo rival e passou por cima da Ferrari de Fernando Alonso

► Quer concorrer a 2 prêmios da Mercedes? Participe já da promoção
► Red Bull procura maior kartista amador do Brasil. Veja como participar

Romain Grosjean, mais uma vez, não conseguiu passar da largada em um GP de F1. Na prova deste domingo (2), em Spa-Francorchamps, o piloto da Lotus foi para cima de Lewis Hamilton ainda nos primeiros metros e empurrou o britânico para fora da pista. Sem espaço, o piloto da McLaren acabou tocando o rival, que passou por cima da Ferrari de Fernando Alonso.

A condição do espanhol chegou a assustar nos primeiros minutos, já que ele demorou a sair do carro, mas, checado no centro médico belga, Alonso passa bem.

Após o acidente, Grosjean falou com jornalistas e, visivelmente assustado, disse que perdeu o controle do carro após ser tocado por Hamilton.

“Senti uma pancada forte e perdi completamente o controle do carro”, contou o companheiro de Kimi Räikkönen.

Romain disse que não viu as imagens do acidente e, por isso, não sabe explicar exatamente o que aconteceu. O piloto, no entanto, comemorou que nenhum dos pilotos envolvidos se feriu na colisão.

“Pelo menos todos estão bem. O Fernando ficou preso, mas agora ele está bem e isso é o mais importante”, frisou. “Eu preciso ver as imagens para saber o que aconteceu”, concluiu.

 A análise completa da temporada 2012 da F1 e a previsão de Flavio Gomes para o restante do Mundial na REVISTA WARM UP. Clique aqui

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube