F1

Após recurso da Haas, FIA mantém desclassificação de Grosjean em Monza por uso de assoalho irregular

A Haas foi para a justiça na tentativa de recuperar o sexto lugar de Romain Grosjean no GP da Itália. Não deu certo: a Corte Internacional da FIA concorda que o francês competiu com um assoalho que estava em desacordo com o regulamento
Warm Up / Redação GP, de Berlim
 Romain Grosjean (Foto: Haas)
Romain Grosjean não vai recuperar o sexto lugar no GP da Itália. O recurso da Haas referente à desclassificação do francês em Monza por uso de um assoalho considerado irregular teve resultado divulgado nesta sexta-feira (2), confirmando a decisão inicial dos comissários de pista da Fórmula 1.
 
O recurso foi julgado pela Corte Internacional da FIA [Federação Internacional de Automobilismo]. A Haas compareceu com a intenção de explicar que o assoalho de Grosjean, então recém-atualizado, cumpria as exigências do regulamento técnico. A manutenção da decisão consolida a perda de oito pontos da equipe americana, que tem grande impacto sobre o Mundial de Construtores – a reversão da decisão inicial colocaria fogo na briga pelo quarto lugar, com a Renault sendo seguida mais de perto pela Haas. Curiosamente, foi a própria equipe francesa que pediu a desclassificação de Romain. 
 
“Óbvio que ficamos desapontados por não vencer [a apelação]”, disse Guenther Steiner, chefe da Haas, após o julgamento. “Agora simplesmente vamos seguir em frente, pensando nas últimas duas corridas do ano. Continuar lutando, somar mais pontos e concluir nossa temporada mais forte até aqui na F1”, seguiu.
Romain Grosjean não manteve o sexto lugar alcançado em Monza (Foto: Haas)
A Renault, por sua vez, celebra. Nas palavras de Nick Chester, diretor-técnico: “O regulamento técnico precisa ser observado atentamente. Estamos satisfeitos com a decisão e eu quero agradecer à FIA pelo trabalho nessa questão. A equipe agora volta a focar no fim da temporada”.
 
Com a derrota da Haas no tribunal, o déficit para a Renault no Mundial de Construtores se mantém em 30 pontos. Restando duas corridas para o fim da temporada, só uma combinação improvável de resultados parece capaz de colocar a equipe americana em quarto lugar.
 
A próxima etapa da F1 é o Grande Prêmio do Brasil, que acontece este ano nos dias 9, 10 e 11 de novembro, no autódromo de Interlagos. Os ingressos para a corrida estão disponíveis no único site oficial do evento: www.gpbrasil.com.br