Barcelona se mexe para manter F1 e anuncia conclusão de obras para corrida de 2024

Com a chegada de Madri e ameaça sobre o futuro de Barcelona na categoria, Circuito da Catalunha realizou pacotão de obras

A situação de Barcelona na Fórmula 1 é uma incógnita. Casa do GP da Espanha desde 1991, o Circuito da Catalunha vive interrogação após a confirmação do GP de Madri a partir de 2026, justamente ano seguinte ao fim do contrato atual que Barcelona tem com a categoria. Na tentativa de convencer a categoria a ficar, o circuito anunciou que completa um pacotão de obras a tempo do GP da Espanha deste ano.

A notícia das obras, em si, não é novidade alguma. Desde que o evento de 2022 sofreu com reclamações do ponto de vista logístico e acusações de que a estrutura já estava datada, a pista montou um projeto de obras de renovação. A novidade é a conclusão.

No começo da semana, governo catalão e circuito anunciaram que o fim das obras é aguardado para antes de junho, quando o GP da Espanha será realizado.

O pacote de obras originalmente custaria cerca de € 25 milhões (cerca de R$ 135 milhões, em conversão do dia), mas acabou se aproximando dos € 50 milhões (próximo a R$ 270 milhões). As novidades são uma remodelagem completa do prédio do pit-lane, com direito a um terraço que funcionará como Paddock Club, espaço privativo que se assemelha a um camarote.

Barcelona recebe a Fórmula 1 desde 1991 (Foto: Pirelli)

Além disso, há uma passarela para conectar o paddock ao trecho do estádio, onde está a maior concentração de público. A passarela se chamará ‘Rooftop’ — ‘terraço’, em tradução livre — e ficará pouco antes da curva dez e contará com uma área de hospitalidade.

A expectativa é que o nome GP da Espanha passe a ser de Madri em 2026 e, desta forma, o batismo da corrida teria de mudar. Assim, GP da Catalunha ou GP de Barcelona se tornam possibilidades, bem como o retorno do tradicional GP da Europa.

Não é apenas Barcelona, porém, que pretende recuperar as boas graças e manter o evento na categoria. A petrolífera malaia Petronas, grande patrocinadora da Mercedes, tem planos para devolver o GP da Malásia ao campeonato.

Fórmula 1 retorna às pistas de 21 a 23 de fevereiro, com os testes coletivos da pré-temporada no Bahrein, no circuito de Sakhir. O GP da Espanha está marcado para os dias 21-23 de junho.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

🏁 O GRANDE PRÊMIO agora está no Comunidades WhatsApp. Clique aqui para participar e receber as notícias da Fórmula 1 direto no seu celular! Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra, Escanteio SP e Teleguiado.