Boullier elogia “comportamento impecável” de dupla da McLaren, mas evita garantir Button para 2016

Éric Boullier respondeu positivamente sobre a permanência de Fernando Alonso na McLaren para a próxima temporada, mas não foi tão enfático sobre o futuro de Jenson Button: “Ainda não é o momento de tratar deste tema”

O começo da segunda metade da temporada 2015 da F1 marcou também a notícia da renovação de contrato de Kimi Räikkönen com a Ferrari para mais um ano. Costumeiramente, é a fase que muitas equipes definem suas duplas de pilotos para o próximo campeonato. Entretanto, no caso da McLaren, ainda vai levar um tempo para saber quem vai correr ao lado de Fernando Alonso em 2016.

Jenson Button representa a McLaren desde 2010, um ano depois de conquistar seu único título mundial como piloto da Brawn GP. Para depois de 2015, o britânico não tem seu futuro garantido, ao contrário. Segundo a imprensa inglesa, o piloto pode deixar a McLaren ao fim deste ano, e uma das razões para tal está no seu alto salário.

Button tem o futuro em xeque na McLaren. Alonso, por outro lado, está garantido para 2016 (Foto: McLaren)

Éric Boullier, diretor de corridas da McLaren e responsável pela equipe de F1, exaltou o “comportamento impecável” da sua dupla de pilotos em meio a tempos de crise e resultados que não correspondem ao passado vencedor da McLaren. Sobre o futuro, respondeu positivamente sobre a permanência de Alonso em Woking — o espanhol tem um contrato de três anos com o time —, mas não foi tão enfático sobre Jenson: “Ainda não é o momento de tratar deste tema”, declarou o engenheiro francês em entrevista à espanhola Movistar.

“Tenho que elogiá-los pelo seu comportamento impecável. Todos nós acreditamos na McLaren, e tenho 100% de certeza de que vamos triunfar”, declarou o chefe da equipe.

Indagado a respeito de Button, Boullier disse que responderia de forma diferente em relação à questão sobre Alonso.

“Não vou ser tão direto, ok? O que eu posso dizer é que há uma opção para que Jenson continue com a gente no ano que vem. Ele terá de esperar porque agora devemos nos concentrar no carro, em nossas atuações como equipe. Ainda não é o momento de tratar deste tema”, afirmou.

Caso Button não continue na McLaren, o time tem duas opções para 2016: uma delas é a volta de Kevin Magnussen, titular no ano passado, atual reserva de Jenson e Alonso e responsável por substituir o espanhol no GP da Austrália de 2015. Outra opção é Stoffel Vandoorne. O belga, fruto do programa de desenvolvimento da McLaren, vem brilhando na GP2, lidera o campeonato com folga e segue a passos largos rumo ao título.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube