Button elogia propostas de mudança, mas cobra que novo regulamento da F1 seja posto em vigor já em 2016

Jenson Button elogiou algumas das propostas apresentadas para tornar os carros da F1 mais rápidos, mas lamentou que a F1 pretenda introduzir um novo regulamento apenas em 2017. Britânico afirmou que não acredita que a ideia de alterar a programação do fim de semana seja levada adiante

Jenson Button lamentou que a F1 planeje esperar até 2017 antes de introduzir mudanças no regulamento que tem por objetivo tornar os carros mais rápidos. Mesmo defendendo que os bólidos atuais são interessantes, o piloto da McLaren afirmou que gostaria de ver as modificações em vigor mais rapidamente.
 
“Gostaria que fosse no próximo ano ao invés de 2017, mas eu gosto da ideia de tornar os carros mais leves, já que eles vão se tornar mais ágeis e menos lentos”, opinou. “Mais aderência mecânica é sempre bom para as corridas, já que não prejudica as ultrapassagens. Se você trabalha com downforce, deveria vir do assoalho, não das asas, porque você pode correr mais próximo e não tem tanta turbulência nas grandes asas do carro”, seguiu. 
Jenson Button gostaria de ver novo regulamento da F1 já em 2016 (Foto: McLaren)
“Tem muitas coisas que podem ser feitas e muitas coisas que estão sendo avaliadas para o futuro, o que é ótimo”, opinou.
 
 Ainda, Button lembrou que as criticas à F1 são frequentes, mas, mesmo assim, é bom ter ideias que possam modificar as coisas.
 
“Muitas das coisas que estão sendo ditas são boas. A F1 sempre teve críticas — assisti um GP dos anos 70 outro dia e até lá tinham críticas ao esporte, então…”, comentou. “Temos que ficar acima disso e é bom ter novas ideias para o futuro do esporte”, ressaltou.
 
Questionado sobre a proposta de alterar a programação do fim de semana da F1, Button afirmou: “Não acho que isso vá acontecer. Não vale a pena comentar, porque não vai acontecer”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube