Button fala em sacrificar início de campeonato por carro competitivo ao longo da temporada

Para o piloto inglês, equipe inglesa fez certo ao planejar ano a longo prazo, mesmo que isso signifique não ir tão bem nas primeiras provas do campeonato

Sem apresentar grandes resultados na pré-temporada, a McLaren afirmou que a intenção para o GP da Austrália, primeira corrida do campeonato, é somar alguns pontos. Piloto da equipe, Jenson Button confirmou a intenção, mas revelou que o projeto para o MP4-28 é ser competitivo em todo ano, mesmo que, para isso, tenha que sacrificar o desempenho das primeiras provas.
 

Jenson Button espera ver McLaren competitiva ao longo de 2013 (Foto: Xavi Bonilla/Grande Prêmio)

“Para esta temporada, queríamos construir um carro forte para todo ano, e é por isso que fizemos muitas mudanças. A razão disso é que é uma temporada muito longa e queremos ser capazes de desenvolver em todo ano”, disse o inglês à ‘Press Association Sport’.

“Algumas equipes podem chegar com o carro que usaram no [GP do] Brasil com alguns ajustes. Eles serão fortes na primeira corrida, mas não serão capazes de se desenvolver como nós ao longo do ano. Essa é a ideia que temos”, completou.

Button reconheceu que será uma missão dura vencer na primeira corrida e citou o equilíbrio entre as equipes como fator principal para a dificuldade. “É claro que ainda queremos ser rápidos na primeira corrida. Queremos ganhar. Mas, possivelmente, vai ser uma corrida difícil, não só para nós, mas para todos. Tudo parece muito equilibrado no momento. Mas, ainda assim, vamos à Melbourne buscando a vitória”, finalizou.

A primeira etapa do campeonato, o GP da Austrália, acontece no dia 17 de março, em Melbourne. Uma semana depois, acontece a segunda prova do ano, na Malásia.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube