F1

Caterham anuncia Van der Garde como segundo piloto e praticamente fecha portas para Senna na F1

A Caterham confirmou Giedo van der Garde para a disputa da temporada 2013 da F1. A entrada do holandês na escuderia anglo-malaia praticamente deixa Bruno Senna sem vaga no grid, uma vez que esta era a única possibilidade do brasileiro em continuar na categoria neste ano
Warm Up / Redação GP, de Sumaré
 Giedo van der Garde (Foto: Caterham)

► Desafio de Van der Garde na F1 é acabar com estigma de eterna promessa

Acabou o mistério. A Caterham anunciou na tarde desta sexta-feira (1) a contratação de Giedo van der Garde. O holandês, de 27 anos, fará sua estreia na F1 depois de ter disputado quatro temporadas da GP2, sendo um dos veteranos da categoria de base. Van der Garde, herdeiro da McGregor, grife de roupas da Holanda, vai assumir o segundo cockpit da escuderia anglo-malaia, e assim, praticamente encerra as chances de Bruno Senna em alinhar no grid da categoria. O brasileiro tinha na Caterham sua única oportunidade para seguir na F1 nesta temporada, já que, conforme antecipou Americo Teixeira Jr. colunista da Revista Warm Up, o piloto não tem chance de correr pela Force India, único time ainda com vaga aberta para a temporada.

► O que será do futuro de Senna no esporte? Comente no Facebook

Giedo van der Garde será o quinto estreante da F1 em 2013 (Foto: Caterham)

Van der Garde e seu budget milionário venceram a concorrência com outros tantos pilotos na busca pela vaga na Caterham. Além do holandês, Heikki Kovalainen e Vitaly Petrov, titulares da escuderia chefiada por Cyril Abiteboul até 2012, Senna e Luiz Razia chegaram a engrenar negociações para correr neste ano. Desses todos, Razia acabou conseguindo uma vaga na Marussia, confirmada na última quinta-feira. Van der Garde, veterano da GP2 assim como Razia, venceu a disputa com outros experientes e, agora, ex-pilotos de F1.

Oficialmente confirmado pela Caterham, Giedo se disse pronto para encarar seu maior desafio como piloto. “Sei que estou pronto para dar esse passo à frente na F1, e todo o trabalho que fiz ao longo da minha carreira e, particularmente, na temporada passada com esta equipe, que me trouxe até meu objetivo final”, comentou o holandês, se mostrando bastante centrado.

“Ao longo de 2012, consegui me integrar totalmente à equipe, tanto nas primeiras sessões de treinos livres, quando corri em um número de pistas que foram, até então, novas para mim, e como piloto reserva, totalmente integrado com a equipe durante toda a temporada. Agora posso continuar a aprender no mais alto nível do automobilismo e mostrar que estou pronto para a F1”, disse Van der Garde. “Mal posso esperar para começar a trabalhar”, acrescentou o mais novo piloto da F1.

Giedo van der Garde vai correr na Caterham ao lado de Max Chilton (Foto: Caterham)

Apesar de ser um novato na F1, Van der Garde tem certa experiência em testes com carros da categoria. Um ano antes de se sagrar campeão da World Series by Renault, em 2008, o piloto realizou testes para as hoje extintas Super Aguri e Spyker. No ano seguinte, Giedo testou pela Force India, e em 2009 pilotou pela Renault no teste com novatos.

Já em 2012, quando suas chances na F1 pareciam ter ido por água abaixo depois de tentar, sem sucesso, uma vaga na Williams — que acabou ficando com Bruno Senna —, o piloto conseguiu um contrato com a Caterham e, além de ter disputado a temporada da GP2 pelo time malaio — conquistando duas vitórias e terminando em sexto lugar —, também acompanhou a equipe de F1 ao longo de toda a temporada e teve a chance de guiar o CT01 em seis finais de semana de GP: China, Japão, Coreia do Sul, Índia, Abu Dhabi e Brasil.

Em 2013, numa dessas ironias próprias do esporte, Van der Garde tirou de Senna a chance de seguir na F1 e fará sua estreia no grid mais cobiçado do automobilismo mundial.

Abiteboul, sucessor de Tony Fernandes no comando da Caterham, deu as boas-vindas ao piloto holandês. “Nós continuamos a crescer como equipe e temos o compromisso de dar a jovens talentos, em toda a indústria do automobilismo, a oportunidade de crescer com a gente. E esta é a oportunidade de Giedo para mostrar que merece sua vaga no topo do automobilismo mundial”, comentou o dirigente francês.

Com a confirmação dos nomes de Van der Garde na Caterham e Razia na Marussia, resta apenas uma vaga para a definição de todos os pilotos para a temporada 2013. A Force India, que apresentou nesta sexta-feira seu VJM06, só conta com Paul di Resta e ainda não anunciou seu companheiro de equipe. Apenas Adrian Sutil e Jules Bianchi pelejam pela vaga. Caso o francês seja o escolhido pela cúpula do time de Silverstone, a F1 terá seis estreantes neste ano — Van der Garde, Razia, Max Chilton, Esteban Gutiérrez, Valtteri Bottas são os outros novatos a alinhar no grid desta temporada, que terá início em 17 de março em Melbourne, com a disputa do GP da Austrália.