Leclerc e Sainz lamentam ausência no pódio do GP da Itália: “Éramos alvos fáceis”

Charles Leclerc e Carlos Sainz lamentaram ficar fora do pódio no GP da Itália após faltar confiança e velocidade no carro em Monza

Lewis Hamilton e Max Verstappen batem: carro da Red Bull fica sobre o da Mercedes (Vídeo: F1)

Passada a corrida de casa da Ferrari, no GP da Itália realizado neste domingo (12), os pilotos da escuderia italiana deixaram claro que gostariam de ter finalizado a prova dentro do pódio. Charles Leclerc bateu na trave, ficou com a quarta colocação, enquanto Carlos Sainz terminou com o sexto posto na prova vencida por Daniel Ricciardo.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Leclerc, que chegou a ocupar a segunda posição após saída do safety-car, acionado por conta do incidente entre Max Verstappen e Lewis Hamilton, lamentou o fato da Ferrari estar vulnerável na pista e de ter perdido posições após o recomeço da corrida. Ainda aproveitou a oportunidade para parabenizar Ricciardo pela vitória, apesar de ter lembrado da disputa que Ferrari e McLaren travam pela terceira posição no Mundial de Construtores.

FÓRMULA 1; FERRARI; MONZA; GP DA ITÁLIA;
Tempo bom e muito calor: a previsão para o GP da Itália neste domingo (Foto: Scuderia Ferrari)

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

“Não foi o ritmo que faltou para brigar, foi uma pena. Tínhamos ritmo, mas estávamos um pouco vulneráveis no último setor e na primeira reta, o que nos tornou alvos fáceis de ultrapassagem. Isso custava bastante tempo no segundo setor, mas eles conseguiam recuperar no primeiro e no último setores, onde nos ultrapassavam”, afirmou.

“Dei meu máximo, mas não tenho certeza, precisamos checar, não me senti bem nas primeiras voltas como costumo me sentir. Dias como este mostram onde realmente estamos e estou muito feliz por Daniel. É ótimo vê-lo ter este tido desempenho. É bom demais vê-lo 100%, mas é uma notícia ruim [para a Ferrari] se ele seguir assim. Mas nos motiva a ter cada vez mais esforço a cada fim de semana para que tenhamos etapas perfeitas”, disse Leclerc.

Já Sainz revelou que não sentiu confiança no carro para realizar as ultrapassagens necessárias para terminar no top-3. O espanhol ainda aproveitou o ensejo para relembrar o acidente que sofreu no TL2 e projetou um resultado melhor na próxima etapa do Mundial, em Sochi, na Rússia.

“Ficamos muito próximos de conseguir algo melhor, deu para visualizar um pódio hoje, ficamos por algumas posições. Mas foi um pouco frustrante não ter confiança no carro e na velocidade para ultrapassar os carros à frente. Ficamos atrás da McLaren e da Mercedes durante todo o fim de semana. Não conseguimos o pódio, mas precisamos analisar e ver onde podemos melhorar. Ter mais confiança no carro após a batida e ver o que posso fazer melhor em Sochi”, declarou.

A Fórmula 1 volta com o GP da Rússia, em Sóchi, entre os dias 24 e 26 de setembro.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar