F1
08/07/2018 12:38

Chefe da Mercedes diz que batida de Räikkönen em Hamilton em Silverstone foi “algo deliberado ou incompetência”

Toto Wolff recordou que uma Ferrari já havia acertado uma Mercedes na largada do GP da França. Após a repetição do incidente entre equipes rivais na Inglaterra, o dirigente duvidou da lisura de Kimi Räikkönen
Warm Up / VITOR FAZIO, de Porto Alegre
 O momento que decidiu a corrida ocorreu logo na largada: Hamilton rodou após incidente com Räikkönen (Foto: Reprodução)

Pela segunda vez em três corridas, um piloto da Ferrari tocou um da Mercedes na largada – e Toto Wolff, chefe da equipe alemã, não está muito feliz com a situação. Depois do incidente entre Kimi Räikkönen e Lewis Hamilton na largada do GP da Inglaterra deste domingo (8), Wolff disse que o finlandês ou agiu de forma deliberada, ou foi incompetente.
 
“Foi um incidente de corrida com o Räikkönen. Paul Ricard foi a primeira vez em que fomos acertados e essa foi a segunda. Estamos falando de muitos pontos de Construtores. Usando as palavras do James Allison [diretor-esportivo da Mercedes], isso só pode ser algo deliberado ou incompetência. Isso nos leva a fazer um julgamento”, disse Wolff.
Toto Wolff não está feliz com Kimi Räikkönen (Foto: Mercedes)

Depois do incidente, Hamilton se recuperou a ponto de cruzar a linha de chegada em segundo. Räikkönen, mesmo punido com o acréscimo de 10s ao tempo de prova, acabou em terceiro. Vettel, sem muitos contratempos, venceu.
 
“Foi uma recuperação incrível do Lewis. Ele estava em último e o segundo lugar foi o máximo que poderíamos alcançar para limitar nossos danos. Foi uma pilotagem fantástica dele”, encerrou Wolff.
 
O resultado impede que Vettel dispare na liderança do Mundial de Pilotos, mas é desfavorável. A vantagem do alemão, antes de 1 ponto, subiu para 8 após o GP da Inglaterra.