Chefe da Sauber fala em GP da Áustria “horrível” e clama por rápida solução dos problemas de freios

Chefe da Sauber, Monisha Kaltenborn afirmou que a equipe suíça precisa urgentemente se recuperar o horrível GP vivido na Áustria, no último domingo. A esquadra esteve perto de marcar pontos com Felipe Nasr, mas o superaquecimento dos freios no carro do brasileiro impediu a permanência no top-10

A Sauber não escondeu o desapontamento e disse que precisa urgentemente encontrar formas para se recuperar depois do "horrível" fim de semana no GP da Áustria nos testes coletivos desta semana no Red Bull Ring. A opinião é da chefe da equipe suíça, Monisha Kaltenborn.

O time de Hinwil completou a etapa austríaca fora dos pontos. Depois de queimar a largada, Marcus Ericsson ainda enfrentou problemas com detritos presos em seu carro, enquanto Felipe Nasr teve de lidar mais uma vez com falhas nos freios. No fim, o brasileiro completou a prova em 11º, três posições à frente do sueco.

"Foi uma corrida realmente horrível, não há nada mais a dizer", afirmou a dirigente em declaração ao site inglês 'Autosport'.

Felipe Nasr durante o GP da Áustria neste domingo (Foto: AP)

"Tudo simplesmente deu errado para Marcus, então o que mais ele poderia fazer? E Felipe estava indo absolutamente bem, mas não estamos conseguindo administrar o superaquecimento dos freios, e isso é inaceitável", completou.

"É muito frustrante porque ele estava pilotando bem, e nós estávamos nos pontos, mas simplesmente não fomos capazes de resolver isso. E é exatamente isso que teremos de entender nos testes desta semana", acrescentou Kaltenborn.

Nas primeiras voltas do GP austríaco, Nasr figurou em oitavo. Mas, após o primeiro pit, o piloto do #12 perdeu posições, passando boa parte da prova em décimo. Chegando nos últimos giros, o brasileiro não conseguiu segurar Daniel Ricciardo, perdendo a última posição dentro da zona de pontos.

“Meus freios se superaqueceram, como já havia ocorrido no Canadá. E teve certo momento em que chegou a ficar perigoso. Fizemos algumas alterações que resolveram uma parte do problema, que era minha sensação nos freios”, contou o piloto, que faz a estreia na F1.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube