Haas evita culpar Mazepin por prensar Schumacher, mas avisa: “Não vamos aceitar”

Guenther Steiner, chefe da Haas, ficou em cima do muro quando o assunto é a prensada de Nikita Mazepin em Mick Schumacher no GP da Holanda. O dirigente pediu que os dois se comportem

Nicholas Latifi bateu forte no fim do Q2 (Vídeo: Reprodução/TV)

A inimizade entre Nikita Mazepin e Mick Schumacher, companheiros na Haas, não parece ter fim. O russo tentou prensar o alemão contra o muro no GP da Holanda, quase causando um acidente que deixaria os dois fora de combate. O chefe Guenther Steiner evitou pegar pesado com Nikita, mas deixou claro: a postura dos pilotos precisa mudar.

“Esse tipo de coisa não pode acontecer”, disse Steiner, referindo-se à ação de Mazepin contra Schumacher. “Precisamos resolver essa situação muito rapidamente. [A prensada] é um lance difícil. Eu não acho que podemos culpar muito o Nikita, mas é claro que precisamos trabalhar em cima disso e ter uma conversa privada. Já falei com os engenheiros e concordamos que nossa prioridade é conseguir resultados. Não vamos aceitar esses comportamentos e precisamos resolver isso”, seguiu.

Os dois pilotos já tinham se estranhado na classificação. Mazepin se sentiu prejudicado por Schumacher, acusado de atrapalhar deliberadamente uma tentativa de volta rápida no Q1. O alemão se classificou à frente do russo, como de costume em 2021.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

Guenther Steiner refletiu sobre um novo incidente entre Mick Schumacher e Nikita Mazepin (Foto: Haas)

Na corrida, Mazepin teve a chance de dar o troco. A prensada na reta principal não virou um acidente, mas terminou com Schumacher danificando a asa dianteira. Aos olhos de Steiner, os dois tiveram suas respectivas parcelas de culpa.

“Nunca é bom passar por isso, mas não acho que foi perigoso. Preciso analisar mais isso, sendo sincero. Estou investigando, mas quando um não quer, dois não brigam. Acho que o que aconteceu hoje foi difícil, mas não vem acontecendo muito. Vamos trabalhar para evitar coisas parecidas no futuro, começando já em Monza”, destacou.

Schumacher fez um pit-stop extra para trocar a asa dianteira e ficou ainda mais atrás do que ficaria em condições normais, cruzando a linha de chegada em 18°. Mazepin nem viu a bandeira quadriculada, abandonando com problemas no sistema hidráulico.

A vitória em Zandvoort ficou com Max Verstappen, tendo também a presença de Lewis Hamilton e Valtteri Bottas no pódio. A corrida deixou o holandês na liderança do campeonato.

ZZZZZ!… GP DA HOLANDA DE F1: VERSTAPPEN VENCE E TIRA LIDERANÇA DE HAMILTON | Briefing

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar