Chefe nega saída da Mercedes da F1, mas diz que Hamilton tem “opções”

Toto Wolff afirmou que a Mercedes não vai deixar a Fórmula 1 ao fim da temporada 2020. Chefe de equipe também falou sobre o futuro de Lewis Hamilton, afirmando que não encontra o piloto desde o fim de 2019 e espera o início das atividades da categoria para retomar negociações de contrato

Chefe de equipe da Mercedes, Toto Wolff é uma peça fundamental no crescimento da equipe mais dominante da Fórmula 1, que acumulou seis títulos de pilotos e construtores nos últimos anos.
 
Como sócio do time, Wolff afirmou que a Mercedes não sairá da categoria após 2020. O site inglês ‘RaceFans’ reportou que uma reunião da alta cúpula acontecerá na próxima semana para decidir o futuro, mas Toto negou a possibilidade sair.
 
"Mercedes definitivamente estará em 2021. Nós queremos ficar. A Fórmula 1 faz sentido para nós”, declarou em entrevista ao site alemão ‘Auto Motor und Sport’.
Lewis Hamilton (Foto: Mercedes)
Wolff também deu informações sobre o futuro de Lewis Hamilton. O hexacampeão tem contrato com o time alemão até o fim de 2020 e ainda não anunciou sobre o futuro. O chefe afirmou que não conversa com o piloto desde o fim de 2019.
 
"A última vez que nos encontramos foi na festa de natal. Comentamos sobre o futuro. Desde então, apenas falamos por WhatsApp. Quando você trabalha por 10 meses, é importante ter tempo para descansar, por isso que nos afastamos em dezembro e janeiro. Quando começar tudo de novo em fevereiro, sentaremos para discutir", comentou.
 
Wolff também afirmou que tanto Hamilton quanto Mercedes podem escolher a respeito de seus respectivos futuros.
 
"Como um piloto do nível dele, Lewis sempre tem opções. O mesmo para nós. Enquanto continuarmos a construir um carro rápido, sempre estaremos em uma situação onde podemos escolher pilotos", concluiu.
 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar