Cinco meses depois, pai diz que acidente de Bianchi “certamente não foi normal” e estuda medidas legais

Não satisfeito com a investigação que foi conduzida pela FIA, o pai de Jules Bianchi disse que sua família contratou um advogado, mas ainda não definiu se tomará alguma medida legal ou que tipo de medida tomará

A família de Jules Bianchi não ficou plenamente satisfeita com a investigação que foi conduzida pela FIA a respeito do acidente do GP do Japão do ano passado.

 
Depois de sair da pista molhada e bater em um trator que estava à beira da pista, o piloto francês sofreu uma lesão axonal difusa e entrou em coma. Cinco meses depois, ele ainda não despertou.
Pai de Bianchi tornou a falar sobre o acidente do filho (Foto: Getty Images)
Em entrevista ao jornal italiano ‘La Gazzetta dello Sport’, Philippe Bianchi, pai de Jules, disse que sua família contratou um advogado — embora ainda não saiba se entrará na justiça. O veredicto dado pela FIA em dezembro do ano passado foi que o piloto não reduziu o bastante em uma zona sinalizada com bandeiras amarelas, isentando assim a presença de um trator na área de escape.
 
“Ainda não sabemos o que vamos fazer, mas certamente não foi uma situação normal de corrida. Se há alguém que é responsável por isso, vai ter que pagar, sem dúvida”, afirmou Philippe.
 
Ele também falou a respeito da condição de saúde do filho, que fazia em 2014 sua segunda temporada na F1.
 
“Jules ainda está em coma. Enquanto não acordar, a única coisa que podemos fazer é esperar. Leva paciência, muita paciência, mas é difícil saber que a qualquer momento uma ligação terrível pode vir do hospital”, disse.
 
“Temos que ser fortes, como Jules e pelo Jules. Enquanto ele estiver nesta condição, os médicos não podem dizer nada. Ele pode acordar ou não. Eu acho que vai, e ele não lutou conosco por tanto tempo para nada”, concluiu.

Em uma entrevista no mês de outubro, a mãe de Bianchi já havia indicado sua insatisfação com o tratamento dado ao acidente.

 O acidente
 
Na volta 43 do GP do Japão, Jules Bianchi perdeu o controle do carro na curva 7 devido a aquaplanagem e, depois de escapar do traçado, acabou se chocando contra um trator que fazia a retirada da Sauber de Adrian Sutil, que saíra no mesmo ponto, mas na volta anterior. A pancada foi violenta, com força estimada de 50 G, já que a Marussia #17 vinha a 203 km/h.

O piloto foi atendido ainda na pista, encaminhado imediatamente para o centro médico da pista e, alguns minutos depois, para o hospital, na cidade de Yokkaichi, que fica a 10 km do circuito de Suzuka. Estava inconsciente, mas respirava sem ajuda de aparelhos. Rapidamente, foi submetido a uma cirurgia para minimizar um grave hematoma craniano, em operação que teve quatro horas de duração. Desde então, Jules permanece internado na UTI e seu estado é crítico.

Aos 25 anos de idade, Bianchi está em sua segunda temporada na F1, as duas pela Marussia, e é considerado o principal nome do programa de desenvolvimento de pilotos da Ferrari.

As imagens do acidente de Jules Bianchi
#GALERIA(5099)

Torcedor registra momento do acidente com BianchiF1 2014: o acidente de Jules Bianchi com um guindaste no GP do Japão

 

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube