F1

Coluna Apex, por Andre Jung: Partiu

Aqui encerro, também, minha história como colunista do GRANDE PRÊMIO: 295 colunas publicadas (290 a 300 segundo a margem de erro do instituto Data Jung) e, se bem me recordo, apenas um GP durante esses 15 anos não foi sucedido de uma Apex
Warm Up / ANDRE JUNG, de São Paulo
 A coluna Apex, escrita por Andre Jung, se despede nesta edição (Ilustração: Marta Oliveira)
A prova final do campeonato é muito condicional. Quando a decisão acontece ali, a importância da corrida é suprema. Porém, essas oportunidades são a minoria. Fato é que, independente de ser ou não decisivo, Abu Dhabi sabe  encerrar o campeonato com estilo.
 
O GP foi bastante interessante: a decisão da Mercedes de chamar Lewis Hamilton para trocar pneus durante o safety-car virtual, ainda no início da corrida, foi bastante arrojada. Estratégia que o inglês, com sua categoria de sempre, soube fazer funcionar com perfeição.
 
Muitas ultrapassagens nessa edição do GP. Surpresa diante do traçado que, em 2010, possibilitou ao fraco Vitaly Petrov segurar o então líder do campeonato, Fernando Alonso, por mais de meia corrida, abrindo as portas para o primeiro título de Sebastian Vettel. Foram muitas as disputas e ultrapassagens em Yas Marina em 2018.
A coluna Apex, escrita por Andre Jung, se despede com a edição 250 (Ilustração: Marta Oliveira)
Assim, o grande Fernando Alonso se despediu da F1 num enigmático “Hasta luego”. A volta de desaceleração foi acompanhada com reverência por Lewis e Seb, antes dos três deliciarem a platéia com uma série de donnuts fumegantes.
 
Aqui encerro, também, minha história como colunista do GRANDE PRÊMIO: 295 colunas publicadas (290 a 300 segundo a margem de erro do instituto Data Jung) e, se bem me recordo, apenas um GP durante esses 15 anos não foi sucedido de uma Apex.
 
Tenho de dizer que minha decisão de parar, mais do que evitar que minhas opiniões sejam sacramentadas à tinta, priva todos nós das ilustrações de Marta Oliveira. Auxílio mais que luxuoso que tem acompanhado cada Apex (salvo raras exceções) por ao menos uma década.
 
Desde então, a coluna passou a ser nossa, e foram muitas as vezes em que a qualidade da ilustração superou de longe a relevância do texto.
 
Me despeço do nosso editor chefe Victor Martins, da Evelyn e dos demais que, com muita competência, fazem do GRANDE PRÊMIO o mais importante website do esporte a motor de Pindorama.
 
Me despeço dos leitores, especialmente daqueles que, nas quartas-feiras, depois de cada GP, vêm ao site procurar as linhas escritas pela manhã. Cativar leitores é uma honra e uma responsabilidade.
 
Me despeço especialmente do Flavio Gomes, o cara que me colocou nessa, a quem agradeço a oportunidade, a confiança e, principalmente, a amizade que construímos nessa caminhada.
 

Enquanto isso . . .
 
. . . a F1 toma o rumo da renovação trazendo os garotos da F2 para formar o grid com a menor faixa etária que consigo lembrar . . .
 
. . . sei que nada será como antes, amanhã.