Com nova onda de Covid-19, Turquia considera trocar data com Baku no calendário da F1

A Turquia virou zona vermelha de Covid-19 para o Reino Unido, onde estão sete das dez equipes da Fórmula 1. A solução para o impasse seria uma inversão de datas com Baku, já que o Azerbaijão tem a pandemia melhor controlada

Max Verstappen recebeu uma surpresa da Red Bull antes do GP da Espanha, o 100º dele na equipe (Vídeo: Red Bull)

Não há sossego para a Fórmula 1 quando o assunto é calendário em tempos de Covid-19. O GP da Turquia surgiu como substituto do GP do Canadá, mas agora flerta também com o risco de cancelamento, ou pelo menos adiamento. O motivo: uma nova onda de infecções no país euroasiático.

O gatilho para o problema foi a terceira onda de Covid-19 na Turquia. O país chegou ao pico de 60 mil novos infectados por dia em meados de abril, de acordo com dados do site Our World in Data. Os números estão em queda livre desde então, mas o governo britânico classificou a Turquia como uma zona vermelha, exigindo dez dias de quarentena para quem fizer tal viagem. Isso é um problema para a F1, com sete equipes sediadas no Reino Unido: não haveria tempo hábil para cumprir o isolamento e disputar o GP da França. Uma corrida está marcada para 13 de junho, com a outra em 27 do mesmo mês.

A F1 já pensa fora da caixa para encontrar soluções. De acordo com a revista alemã Auto Motor und Sport, a categoria pediu que o governo britânico abrisse uma exceção no caso do GP da Turquia, assim como já tinha conseguido em mais de uma ocasião em 2020. Só que, ainda de acordo com tal publicação, não haverá boa vontade desta vez.

Conheça o canal do Grande Prêmio no YouTube! Clique aqui.
Siga o Grande Prêmio no Twitter e no Instagram!

GP DA TURQUIA; F1; FÓRMULA 1; LARGADA;
Fórmula 1 tenta retornar à Turquia em 2021 (Foto: Racing Point)

A solução passa a ser uma mudança de datas. A ideia de momento da F1 é inverter os GPs da Turquia e do Azerbaijão: a corrida em Istanbul Park passaria para 6 de junho, com a de Baku ficando para 13 de junho.

A possibilidade de excluir a Turquia do calendário e incluir uma outra no lugar ainda não está descartada por completo, mas é improvável. Ainda de acordo com a Auto Motor und Sport, soluções como GPs consecutivos no mesmo autódromo não estão em alta na lista de prioridades.

O GP da Turquia de 2021 seria apenas o segundo em Istanbul Park na última década. O autódromo perdeu espaço no calendário em 2011 e só retornou em 2020, justamente no contexto de GPs cancelados e provas quase exclusivamente na Europa.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar