Com quilometragem limitada, Racing Point testa ‘Mercedes rosa’ em Silverstone

Após 110 dias, um carro de 2020 da Fórmula 1 voltou a correr. Com Lance Stroll, Racing Point visitou circuito de Silverstone antes da abertura da temporada

A Racing Point se tornou a primeira equipe a testar um carro de 2020 da Fórmula 1 após 110 dias de intervalo. O time realizou um dia de filmagens com Lance Stroll em Silverstone, na Inglaterra, nesta quarta-feira (17), com apenas 100 km de duração.

Teste da Racing Point em Silverstone (Vídeo: Reprodução/Racing Point)

Mercedes e Renault promoveram testes nos últimos dias, mas com o carro de 2018, que tem quilometragem ilimitada. A Ferrari também anunciou uma atividade privada com o modelo antigo.

A última vez que um carro de 2020 esteve na pista foi em 28 de fevereiro, nos testes de pré-temporada, em Barcelona, antes da pandemia do coronavírus comprometer a programação inteira do primeiro semestre da F1.

A esquadra foi um dos destaques dos dias na Espanha, apelidada de “Mercedes rosa” por ter claramente o quarto melhor desempenho do grid, à frente de rivais como McLaren e Renault.

“É ótimo estar de volta ao carro. Já faz um tempo. Estou muito empolgado com a primeira corrida”, comentou Stroll no Instagram da Racing Point.

Lance Stroll é parceiro de Sergio Pérez (Foto: Racing Point)

Cada equipe tem direito a realizar um dia de filmagens com o bólido atual. Porém, boa parte dos times já gastaram esta atividade anteriormente. Segundo o site The-Race.com, a Alpha Tauri é esperada para anunciar um teste com o carro de 2020.

Red Bull, McLaren e Williams já anunciaram que não vão promover atividades antes do início da temporada.

O campeonato começará no dia 5 de julho, com o GP da Áustria.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube