Comissário no GP do Brasil, Wilson vê “inconsistência de punições” na F1

Max Wilson vai assumir o importante posto de ser um dos comissários do GP do Brasil. Em entrevista ao Grande Prêmio, o piloto da Stock Car se disse feliz pelo convite, e reconheceu que a Fórmula 1 tem sido bastante inconstante nas punições em 2019

A Stock Car vai ter um representando de seu grid entre os comissários do GP do Brasil de Fórmula 1. Max Wilson foi aprovado pela FIA e vai fazer parte dos técnicos da etapa brasileira, esperando representar bem o país e a CBA.
 
Quem tem assumido o papel em terras tupiniquins nos últimos anos é Felipe Giaffone. Entretanto, desde o início da temporada o piloto da Copa Truck tem atuado como comentarista do Grupo Globo, não podendo assumir a função em novembro.
 
Com isso, quem vai ocupar a vaga é Wilson. “Vou ser um dos comissários, veio através da CBA, me fizeram o convite agora, há poucos dias. Essa indicação também é submetida para a FIA para eles aprovarem, aprovaram tudo, então agora vou fazer pela primeira vez o GP do Brasil de Fórmula 1”, disse com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO.
 
Ao ser questionado sobre o que espera ao cumprir o papel, Max disse que “é uma expectativa muito boa na verdade. Primeiro que vou estar ali como representante nacional, digamos assim, numa prova de Fórmula 1 que é sempre uma coisa diferenciada você participar de um evento da Fórmula 1.”
Max Wilson (Foto: Renato Mafra)

“Sinto-me muito feliz, muito honrado, da CBA ter sugerido meu nome à FIA, e a FIA também em ter aprovado. Vai ser uma experiência diferente, nova, mas que estou ansioso, bastante feliz em ter acontecido”, seguiu.
 

No campeonato deste ano, a categoria máxima do automobilismo mundial tem enfrentado algumas polêmicas em suas punições, como no caso do GP do Canadá. Falando sobre o assunto, Wilson concordou que vem acontecendo uma variação. “Concordo. Nesse ano, em particular, vem acontecendo muitas coisas um pouco atípicas em termos de punições. Algumas punições são dadas, outras não são dadas, uma inconsistência acho”, disse ao GP.
 
“Não tenho resposta do motivo disso acontecer, mas concordo que está sendo bem inconsistente a decisão dos comissários, não sei se é não querer punir algum piloto, como foi com o [Sebastian] Vettel no Japão. Mas espero poder representar muito bem a CBA e o automobilismo brasileiro”, continuou.
 
Por fim, o piloto da Stock Car afirmou que espera usar toda sua experiência dentro das pistas. “Espero usar não só minha experiência na Stock Car, mas no automobilismo no geral. Espero usar minha visão como piloto entre os comissários, dar essa visão de quem está de dentro. Espero que seja uma boa experiência, minha primeira, não sei se vai ser a última, mas estou bastante animado”, encerrou.
 

Paddockast #38
CORRIDAS POLÊMICAS DA F1

Ouça: Spotify | iTunes | Android | playerFM

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube