Como Verstappen e Hamilton podem chegar a Abu Dhabi empatados para decisão do título

Uma combinação muito possível nas duas próximas etapas do calendário pode colocar Max Verstappen e Lewis Hamilton exatamente iguais na pontuação do campeonato em Abu Dhabi

Todos os ângulos da polêmica disputa entre Max Verstappen e Lewis Hamilton no Brasil (Vídeo: Fórmula 1)

Um eventual empate na pontuação do Mundial de Pilotos entre Max Verstappen e Lewis Hamilton seria a síntese da temporada mais emocionante e imprevisível da Fórmula 1 nos últimos tempos. E a chance de os dois grandes protagonistas do campeonato chegarem para o GP de Abu Dhabi iguais na tabela é enormemente plausível. A única vez que tal cenário aconteceu foi na decisão de 1974 entre o brasileiro Emerson Fittipaldi, campeão daquele ano, e o suíço Clay Regazzoni.

Para que Hamilton e Verstappen cheguem a Abu Dhabi, em 12 de dezembro, empatados no campeonato, basta que o britânico vença os GPs do Catar e da Arábia Saudita, no próximo domingo e em 5 de dezembro, respectivamente, e que o piloto da Red Bull termine as duas disputas na segunda colocação.

Neste cenário, Verstappen e Hamilton desembarcariam nos Emirados Árabes Unidos para a decisão com os mesmos 368,5 pontos. A diferença é que o holandês, nos critérios de desempate, teria uma vitória a mais que Hamilton (9 x 8).

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; GP DE SÃO PAULO; INTERLAGOS;
Lewis Hamilton e Max Verstappen lutam pelo título de 2021 (Foto: Lars Baron/Getty Images/Red Bull Content Pool)

Até agora, a combinação de vitória de Hamilton e Verstappen em segundo lugar aconteceu em cinco oportunidades na temporada 2021: nos GPs do Bahrein, Portugal, Espanha, Rússia e São Paulo.

Mas a pontuação pode mudar e pender para um lado ou outro a depender da pontuação extra por volta mais rápida. O campeonato é tão apertado que Mercedes e Red Bull têm lutado até mesmo pelo ponto extra. No GP do México, por exemplo, Valtteri Bottas marcou a volta mais rápida e tirou de Verstappen o ponto de bonificação, da mesma forma que Sergio Pérez calçou pneus macios para marcar a melhor volta do GP de São Paulo e tirou de Hamilton 1 ponto extra que parecia certo.

Curiosamente, Verstappen e Hamilton estiveram muito próximos na tabela de pontuação do Mundial de Pilotos, mas nunca houve rigorosamente um empate nesta temporada. Depois do GP da Emília-Romanha, em Ímola, o britânico assumiu a liderança da tabela por apenas 1 ponto (44 x 43). A partir do GP de Mônaco, Verstappen virou o jogo e chegou a abrir, depois do GP da Áustria, 32 tentos de vantagem (182 x 150).

Com o revés de Max na Hungria, Hamilton voltou à liderança do Mundial na Hungria depois de ter sido declarado segundo colocado em Budapeste. O placar apontava 195 x 187 em favor do heptacampeão. Só que o rival holandês tomou de novo a ponta do campeonato justamente depois do desempenho acachapante correndo em casa, em Zandvoort, e abriu 3 pontos para o adversário.

MAX VERSTAPPEN; LEWIS HAMILTON; GP DE SÃO PAULO;
Max Verstappen e Lewis Hamilton travaram, no Brasil, outra disputa polêmica em 2021 (Foto: Pirelli)

Na Rússia, outra virada, com Hamilton novamente líder do campeonato por 2 pontos de vantagem (246,5 contra 244,5 de Verstappen). Só que o dono do carro #33 da Red Bull voltou a virar o jogo na Turquia e costurou uma vantagem que chegou a 20 pontos depois da corrida sprint em São Paulo, reduzida para 14 tentos depois da grandiosa vitória de Hamilton no último domingo em Interlagos.

Em quatro oportunidades, a Fórmula 1 chegou à última corrida final de um campeonato com apenas 1 ponto separando os dois primeiros. Phil Hill e Wolfgang von Trips chegaram à decisão muito próximos em 1961, com 34 para o norte-americano contra 33 do alemão. Hill levou o título. Já em 1981, Carlos Reutemann partiu para a final com 49 pontos, um a mais que Nelson Piquet, o campeão daquele ano.

LEIA TAMBÉM
+OPINIÃO GP: Hamilton traduz amor ao Brasil com recital em Interlagos que traz alma à F1
+FIA decidiu sobre incidente de Hamilton e Verstappen sem câmera frontal da Red Bull

Em 1994, Michael Schumacher chegou a Adelaide, na Austrália, com 1 ponto de vantagem para Damon Hill e sacramentou seu primeiro título depois de decisão polêmica. Três anos depois, Schumacher voltou a decidir o título com 1 tento de frente para seu adversário direto, no caso Jacques Villeneuve. Depois de outra grande polêmica, Schumacher abandonou depois de tentar acertar o carro do piloto da Williams, que conquistou o último título da Williams na F1.

A única vez em que dois pilotos chegaram rigorosamente empatados à decisão do título foi em 1974, quando Clay Regazzoni e Emerson Fittipaldi partiram para a final, em Watkins Glen, nos Estados Unidos, com 52 pontos para cada um. No fim, o brasileiro, então na McLaren, conquistou o bicampeonato em cima do suíço, que corria pela Ferrari.

VERSTAPPEN JOGOU CARRO SOBRE HAMILTON EM SP E MERECE PUNIÇÃO?
Acesse as versões em espanhol e português-PT do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros Nosso Palestra e Teleguiado.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube

Saiba como ajudar