Companheiro de Massa, Bottas sente dores nas costas durante treino classificatório da F1 na Austrália

Engenheiro-chefe da Williams, Rob Smedley revelou que Valtteri Bottas começou a sentir dores nas costas durante a segunda parte da classificação deste sábado (14) em Melbourne. O finlandês teve de ser encaminhado ao hospital e virou dúvida para a corrida que abre a temporada 2015 da F1

Valtteri Bottas sofreu com dores nas costas durante o treino classificatório para o GP da Austrália. O finlandês da Williams vai largar na sexta posição na corrida deste domingo (15), a primeira do campeonato.

Engenheiro-chefe da Williams, Rob Smedley revelou que o piloto começou a se queixar das dores durante o Q2. Após a sessão se encerrar, Bottas deixou a garagem ainda de capacete e caminhando bem devagar para se dirigir às instalações da Williams no paddock de Melbourne.

"Valtteri estava sofrendo com as suas costas e perdeu muito tempo na última curva", disse o britânico ao canal Sky Sports.

Bottas vai largar em sexto lugar no GP da Austrália (Foto: Getty Images)

Smedley ainda disse que a Williams inclusive checou para ver se havia algo errado com o banco do carro #77, mas não detectou nenhuma anormalidade. O finlandês foi encaminhado ao Centro Médico após a sessão e, mais tarde, para o hospital Alfred, próximo ao autódromo.

O circuito de Melbourne, montado no Albert Park e usado apenas uma vez no ano, é bastante ondulado, o que acaba exigindo mais do físico dos pilotos.

Bottas, no fim do Q3, passou pela grama após a zebra da última curva e acabou ficando 0s3 atrás do companheiro de equipe Felipe Massa, terceiro no grid. Entre os dois, aparecem as Ferrari de Sebastian Vettel e Kimi Räikkönen. Lewis Hamilton larga na pole com a Mercedes.

"Foi ótimo finalmente começar a temporada e ter uma classificação muito equilibrada. O carro se comportou bem e estávamos lutando com a Ferrari do início ao fim", disse o piloto.

"Infelizmente, no fim do Q2, comecei a sentir uma dor nas minhas costas. Dadas as circunstâncias, estou feliz com o sexto lugar, mas, como Felipe provou, essa não é uma indicação real do nosso ritmo. Depois, por causa das dores, a equipe e eu achamos que era melhor que eu fosse ao hospital local e vamos aguardar pelo diagnóstico", finalizou.

Bottas vai passar a noite em seu hotel em Melbourne e será reavaliado pelos médicos na manhã de domingo. "Não sou eu que tenho que dizer, para ser honesto. São os médicos que têm que falar", disse Smedley ao ser perguntado se seu piloto correrá. "Ele tem que passar pelos testes hoje e amanhã, e o tempo dirá."

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e em TEMPO REAL o GP da Austrália, cuja largada está marcada para as 2h (de Brasília).

Bom Dia, GP: Temporada começa previsível na 'F1 da Depressão'

determinarTipoPlayer(“15406574”, “2”, “0”);

Carregando…

A MESMA RECEITA

O ano virou, mas o domínio da Mercedes e de Lewis Hamilton continua o mesmo. O atual campeão mostrou força e venceu a primeira batalha interna da temporada 2015, ao conquistar com maestria e frieza a pole-position para o GP da Austrália. A Williams recuperou seu posto de melhor do resto com Felipe Massa. Com uma volta precisa nos instantes finais, o brasileiro virou 1min27s718 e garantiu o terceiro lugar. Já o outro Felipe, o Nasr, passou muito perto do Q3 e vai sair em 11º neste domingo, na estreia na F1.

RESPEITO VENDIDO

No momento em que o julgamento na Corte de Victoria iria começar no sábado em Melbourne, o advogado de Giedo van der Garde informou que havia chegado a um acordo com a Sauber e retirado a ação de execução de ordem contra a equipe. Assim, Felipe Nasr e Marcus Ericsson puderam finalmente ficar tranquilos e correr na Austrália. O holandês disse posteriomente que achou melhor respeitar os interesses de FIA, Sauber e dos dois outros pilotos. Sendo que teve um acerto financeiro da Sauber…

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube