“Concentrado no agora”, Button diz que é equivocado pensar no futuro da McLaren e na sequência da carreira

Apesar de deixar claro que não pensa em encerrar sua trajetória na F1 no fim de 2015, Jenson Button evita traçar perspectivas de futuro e prefere se concentrar apenas no presente e tentar tirar a McLaren de seu momento mais difícil na história: “É um equívoco pensar tão à frente”

Piloto mais experiente do grid da F1 em 2015, Jenson Button está em sua 16ª temporada na categoria. Apesar de garantir que não pensa em aposentadoria, o britânico prefere não focar tanto no futuro e pensar somente no agora. Suas atenções estão concentradas em ajudar a McLaren a sair da fase mais difícil da sua história, por isso o campeão mundial em 2009 não pensa em como serão os próximos anos.

Ron Dennis, grande chefe da McLaren, já sinalizou que deve manter Button ao lado de Fernando Alonso para 2016, formando assim a dupla mais experiente do grid. Enquanto o espanhol tem contrato de mais dois anos com Woking, outros dois pilotos correm por fora para uma eventual vacância de Jenson: Kevin Magnussen e Stoffel Vandoorne. Mas o britânico é o grande favorito para seguir no grid e evoluir com o novo projeto McLaren Honda, que entrará em seu segundo ano na próxima temporada.

Magnussen, um tanto enfadado por trabalhar apenas no simulador, disse que não tem contrato para 2016. Vandoorne, apesar de ser o melhor piloto da GP2 em 2015, entende que não deverá ter vaga no grid no ano que vem.

Jenson Button prefere manter seu foco no presente: "É um equívoco pensar tão à frente", disse (Foto: McLaren/Facebook)

Mas Button não parece se importar com o que vai acontecer no futuro. “Não acho que nem eu e tampouco Fernando estamos pensando no futuro agora. Estamos pensando somente sobre o agora e como melhorar as coisas. Não estou pensando em como será daqui a três anos, se vamos lutar pelo título, porque não sei o que vai acontecer”, declarou o piloto em entrevista à revista britânica ‘Autosport’.

“É um equívoco pensar tão à frente. Você tem de pensar no momento e mudar as coisas, então temos de seguir trabalhando e não olhar muito para o futuro. Sabemos que o ano que vem será melhor e, no ano seguinte, esperamos que seja ainda melhor. Mas quem sabe o quanto será bom? Ninguém sabe”, comentou.

Para Button, o seu tempo é hoje. “É importante que a gente siga em frente e se concentre no agora.”

Alonso, por outro lado, vai na contramão de Button e prefere trabalhar pensando no futuro, considerando 2015 como um período de testes. “Acho que toda a equipe está se concentrando no ano que vem e, ao fazer isso, acho que 2015 é o ano em que precisamos desenvolver o carro. Então você faz as duas coisas ao mesmo tempo.”

“Cada fim de semana será um teste para nós na preparação para o carro do ano que vem, mas para fazê-lo, vamos à pista toda sexta, sábado e domingo”, disse.

Após nove etapas, a McLaren soma cinco pontos no Mundial de Construtores — quatro conquistados por Button, em Mônaco, e o décimo lugar de Alonso no último GP da Inglaterra. O time ocupa atualmente a nona posição, apenas à frente da Manor Marussia, ainda zerada em 2015.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube