Condenado por sonegação, Briatore fala em recorrer da sentença que o colocou em condicional: “Essa história não acabou”

Condenado a 23 meses em liberdade condicional, Flavio Briatore afirmou que vai recorrer da condenação por sonegação fiscal. Italiano foi considerado culpado por deixar de pagar impostos referentes ao iate Force Blue

Flavio Briatore avisou que vai recorrer da sentença que o colocou em liberdade condicional por 23 meses. O italiano foi considerado culpado por deixar de pagar impostos referentes ao iate Force Blue.
 
No início do mês, a justiça da Itália condenou o empresário de 65 anos por deixar de pagar impostos referentes ao iate no período entre 2006 e 2010. A embarcação foi apreendida pela Guarda di Finanza na costa de Gênova em 2010.
Briatore afirmou que vai recorrer da condenação (Foto: Getty Images)
De acordo com a justiça italiana, Briatore deixou de pagar mais de € 3,6 milhões (cerca de R$ 12 milhões) no período. O registro do barco foi feito nas Ilhas Cayman, mas a embarcação navegava em águas italianas com frequência.
 
 Questionado pelo semanário italiano ‘Chi’ sobre a cobertura da imprensa à sua condenação, Briatore respondeu: “Não li todas as notícias nos jornais, mas isso não me interessa. É um desperdício de papel”.
 
“O fato é que o meu iate ainda é usado em fretamento, como eu sempre mantive, e ainda assim sou condenado”, alegou. “Os jornais e jornalistas italianos são corajosos em suas grandes manchetes, mas nós vamos apelar. Essa história ainda não acabou”, garantiu.
 
O porta-voz legal de Briatore também tratou de minimizar a condenação da justiça. “Todo esse processo e o julgamento aconteceram só para alguém ser punido por seu estilo de vida”.

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube