Confira voltas mais rápidas de cada piloto durante GP da China, segunda etapa da temporada 2017 da F1

O #44 anotou a melhor marca da prova justamente na volta 44. Lewis Hamilton concretizou um fim de semana soberano em Xangai ao marcar a volta mais rápida do GP da China. Curioso ver a presença de Felipe Massa no top-5 da tabela em um domingo que nem de longe lhe foi favorável

 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Lewis Hamilton viveu um domingo praticamente perfeito no GP da China, segunda etapa da temporada 2017 do Mundial de F1. Depois de ter largado na pole-position, o britânico segurou a liderança e teve uma pilotagem segura mesmo diante das condições mistas da pista de Xangai. Foram 56 voltas na ponta até confirmar uma vitória categórica. E para confirmar o chamado ‘Grand Chelem’, Lewis também anotou a melhor volta da corrida deste domingo (9).

 
Coincidentemente, Hamilton cravou sua melhor marca na volta 44 da prova com seu carro de número #44. Lewis anotou 1min35s378 em sua melhor passagem, sendo 0s045 mais rápido em relação a Sebastian Vettel, segundo colocado na corrida e também dono da segunda melhor volta da corrida em Xangai. 

window._ttf = window._ttf || [];
_ttf.push({
pid : 53280
,lang : “pt”
,slot : ‘.mhv-noticia .mhv-texto > div’
,format : “inread”
,minSlot : 3
});

(function (d) {
var js, s = d.getElementsByTagName(‘script’)[0];
js = d.createElement(‘script’);
js.async = true;
js.src = ‘//cdn.teads.tv/media/format.js’;
s.parentNode.insertBefore(js, s);
})(window.document);

Lewis Hamilton conquistou uma vitória categórica em Xangai (Foto: AFP)
Valtteri Bottas, que cometeu um erro quando a prova ainda estava sob o regime de safety-car — após a forte batida de Antonio Giovinazzi — foi o sexto na corrida e dono do terceiro melhor tempo do fim de semana, 0s471 atrás do seu companheiro de Mercedes. Kimi Räikkönen, que teve outra performance pra lá de discreta no GP da China, anotou sua melhor volta no giro 42 da corrida, mas foi 0s625 mais lento que Hamilton, ficando em quarto.
 
Destaque para Felipe Massa, que se colocou na lista em quinto com 1min36s511. O brasileiro nem de longe teve um domingo fácil depois de ter largado em sexto. Com muitas dificuldades no aquecimento dos pneus, Felipe terminou em penúltimo dentre os pilotos que viram a bandeira quadriculada, ficando só à frente de Marcus Ericsson. O piloto da Williams anotou 1min36s511 como sua melhor marca na volta 50.
 

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “5708856992”;
google_ad_width = 336;
google_ad_height = 280;

Quem também aproveitou o carro mais leve nas voltas finais foi Sergio Pérez. No penúltimo giro da corrida, o mexicano registrou 1min36s531 com o carro da Force India antes de terminar a prova em nono lugar. Max Verstappen, que foi um dos grandes nomes do GP da China, e Daniel Ricciardo, marcaram a sétima e oitava marcas da disputa entre as voltas 31 e 36. 

 
Esteban Ocon, também da Force India, teve o nono melhor tempo entre os pilotos, enquanto Carlos Sainz ficou em décimo. Mas a diferença entre seu tempo e a marca estabelecida por Hamilton mostra um pouco do abismo de um time como a Mercedes para uma equipe do meio do grid como a Toro Rosso: 2s020.
Volta mais rápida CHINA (Arte: Rodrigo Berton/Grande Prêmio)
 

PADDOCK GP #72 TRAZ ÁTILA ABREU E DISCUTE ETAPAS DA STOCK CAR, F1, INDY E MOTOGP

.embed-container { position: relative; padding-bottom: 56.25%; height: 0; overflow: hidden; max-width: 100%; } .embed-container iframe, .embed-container object, .embed-container embed { position: absolute; top: 0; left: 0; width: 100%; height: 100%; }

google_ad_client = “ca-pub-6830925722933424”;
google_ad_slot = “8352893793”;
google_ad_width = 300;
google_ad_height = 250;

fechar

function crt(t){for(var e=document.getElementById(“crt_ftr”).children,n=0;n80?c:void 0}function rs(t){t++,450>t&&setTimeout(function(){var e=crt(“cto_ifr”);if(e){var n=e.width?e.width:e;n=n.toString().indexOf(“px”)

var zoneid = (parent.window.top.innerWidth document.MAX_ct0 = '';
var m3_u = (location.protocol == 'https:' ? 'https://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?' : 'http://cas.criteo.com/delivery/ajs.php?');
var m3_r = Math.floor(Math.random() * 99999999999);
document.write("”);

GOSTA DO CONTEÚDO DO GRANDE PRÊMIO?

Você que acompanha nosso trabalho sabe que temos uma equipe grande que produz conteúdo diário e pensa em inovações constantemente. Mesmo durante os tempos de pandemia, nossa preocupação era levar a você atrações novas. Foi assim que criamos uma série de programas em vídeo, ao vivo e inéditos, para se juntar a notícias em primeira-mão, reportagens especiais, seções exclusivas, análises e comentários de especialistas.

Nosso jornalismo sempre foi independente. E precisamos do seu apoio para seguirmos em frente e oferecer o que temos de melhor: nossa credibilidade e qualidade. Seja qual o valor, tenha certeza: é muito importante. Nós retribuímos com benefícios e experiências exclusivas.

Assim, faça parte do GP: você pode apoiar sendo assinante ou tornar-se membro da GPTV, nosso canal no YouTube